Sainz sente fim de semana “estressante” e Leclerc admite decepção pessoal no México

Carlos Sainz e Charles Leclerc terminaram sábado bastante incomodados com o que conseguiram fazer na Cidade do México

F1 NO MÉXICO AO VIVO! TUDO SOBRE A CLASSIFICAÇÃO NO HERMANOS RODRÍGUES | Briefing

É verdade que a Ferrari tem situação interessante na comparação com a grande rival do ano, a McLaren, no fim de semana do GP da Cidade do México. Mesmo assim, o clima de Carlos Sainz e Charles Leclerc no fim deste sábado (6) do treino de classificação ficou longe de refletir qualquer coisa minimamente positiva.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Os dois pilotos se mostraram incomodados. Carlos Sainz, que fez o sexto tempo, lamentou o fato de ter demorado a fazer uma boa volta e diz que perdeu a mão do carro durante o dia. Por fim, terminou superado por Pierre Gasly no quinto lugar por meio da tática da AlphaTauri de fazer valer o vácuo dado por Yuki Tsunoda.

“Está muito estressante para mim, foi uma classificação muito complicada. Perdi a sensação boa que eu tinha com o carro no Q1 e perdi também a dos pneus médios – com eles, o carro estava complicado. Assim, não fiz uma volta limpa até a última tentativa do Q3. Fiquei muito fora de ritmo e não senti nada de especial. Quando terminei a volta, achei que ficaria em décimo”, disse.

“Eles têm usado o vácuo, algo que rende alguns décimos. Estão no nosso ritmo desde o começo do fim de semana e, quando você adiciona 0s2, ficam na frente. Desde do TL1, eu achava que ficaria na frente, estava voando com o carro, mas na classificação não foi assim”, seguiu.

Charles Leclerc sai na oitava colocação (Foto: Ferrari)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Já Leclerc não rendeu bem. Foi o oitavo, atrás de Sainz e Daniel Ricciardo – a boa situação da McLaren se dá pelo fato de Lando Norris, punido, sair somente em 18º. O monegasco admitiu que fechou o dia decepcionado consigo próprio.

“Eu não tentei dar vácuo para Carlos, esse era nosso ritmo mesmo. Num fim de semana, a escolha de onde quero me posicionar [na classificação] é minha, no outro é dele. Aqui era a vez dele, e Carlos quis ficar na frente”, contou.

“Estou desapontado comigo mesmo hoje, o fim de semana está difícil. Tive dificuldades em todos os treinos livres, mas, na classificação, deu para ver uma luz no fim do túnel. Quando eu precisava da volta, não consegui dar por erros meus. Mas é assim que as coisas funcionam”, finalizou.

O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades AO VIVO e EM TEMPO REAL. A largada da corrida está marcada para as 16h (de Brasília) do domingo.

Paddockast #128: O que falta para Hamilton x Verstappen virar novo Senna x Prost?
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar