Sainz sai em defesa e diz que Ferrari “não é equipe que devora seus pilotos”

O espanhol vê longos períodos de Sebastian Vettel e Fernando Alonso como prova de que a escuderia de Maranello prioriza seus pilotos sem 'triturá-los'

Carlos Sainz tratou de defender a Ferrari na maneira em que trata seus pilotos. O espanhol destacou que o time não tem o perfil de que tritura os competidores, destacando os longos períodos de permanência de Sebastian Vettel e Fernando Alonso.

O piloto nascido em Madrid chega a casa de Maranello para substituir Sebastian Vettel. Em suas seis temporadas vestindo vermelho, teve uma terceira colocação e dois vice-campeonatos como melhores resultados.

Entretanto, com o contrato encerrando ao final de 2020, sequer recebeu uma proposta de renovação para o próximo ano, chegando a desmentir o discurso de Mattia Binotto de que o coronavírus foi o principal fator para tal. Mesmo com isso em vista, Carlos não vê o episódio como um alerta.

Sainz disse que pilotos da Ferrari passam por ciclos na equipe (Foto: Ferrari)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“A Ferrari não é uma equipe que come e devora seus pilotos. Se olhar para a carreira de Vettel, qual piloto não gostaria de passar cinco anos na Ferrari como ele passou? O maior tempo que fiquei em uma equipe foram dois anos, então, se a Ferrari devora seus pilotos, o que são Renault, Toro Rosso e todas as outras?”, disse.

“Alonso também passou cinco anos na Ferrari. Não me parece um time que devora seus pilotos, mas ciclos. Claro, que ter um ciclo no time, criar um ambiente similar ao da McLaren. Já tive experiência em criar um time de trabalho e espero que tenha um time igual, similar ou melhor do que a McLaren. Farei o melhor para ter isso”, completou.

Sainz já foi pela primeira vez a Maranello como piloto oficial, fazendo o primeiro molde do banco. Recebendo o futuro companheiro na fábrica, Charles Leclerc mostrou animação em trabalharem juntos. Enquanto isso, o chefe do time italiano indicou que o espanhol chega em pé de igualdade com o monegasco, sem dar preferência a nenhum dos dois.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube