Leclerc vê pódio de 2020 como “um pouco de sorte” e prega cautela na Áustria

Mesmo depois de um GP da Áustria garantido com o segundo lugar em 2020, Charles Leclerc reconhece que, embora a equipe tenha feito um bom trabalho, o pódio foi "um pouco de sorte". Por isso, o monegasco mantém cautela sobre o GP da Estíria e Áustria em 2021

Verstappen arrisca na estratégia e bate Hamilton: os melhores momentos do GP da França (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Charles Leclerc tem boas memórias do GP da Áustria do ano passado: lá, mesmo com um carro problemático, o monegasco chegou ao segundo lugar no início da temporada passada em uma corrida dramática no Red Bull Ring. No entanto, nesta temporada o dono do carro #16 não teve tanta sorte assim. Mesmo com duas poles, não largou em Mônaco e ficou fora do pódio no Azerbaijão.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Por isso, Leclerc enfatizou que, mesmo que tenha um retrospecto positivo na pista austríaca, é preciso entender os problemas que a Ferrari teve no GP da França, no último fim de semana.

“Sim, no ano passado eu fiquei com a segunda posição, mas, digamos que tive um pouco de sorte em ficar em segundo lugar”, disse Leclerc, em entrevista ao site GPFans. “Fizemos um bom trabalho como equipe, mas também tivemos um pouco de sorte nesse resultado”, completou.

Charles Leclerc foi apenas o 16º no GP da França (Foto: Ferrari)

“Então, não vamos nos deixar levar muito por isso. Depois do fim de semana [na França], foi muito difícil com o nosso ritmo de corrida, estamos em busca de respostas. Vamos analisar isso e tentar usar os três dias que temos disponíveis da melhor maneira que pudermos com a equipe para tentar entender o que podemos tentar antes do fim de semana de corrida”, explicou.

A principal dificuldade da equipe de Maranello foi com os pneus. Sobre isso, Mattia Binotto disse que os problemas com os pneus da Ferrari não estão relacionados às mudanças da Pirelli e que a equipe pode não ser capaz de resolver o problema na temporada de 2021, já que o foco da Scuderia está no ano que vem. Apesar disso, Leclerc continua otimista sobre a tentativa de encontrar uma solução.

“Esperamos encontrar algo que nos ajude para a corrida,” disse Leclerc. “De alguma forma, é muito difícil para nós estar nessa janela operacional específica para fazer os pneus funcionarem. Obviamente, não conseguimos [na França] e realmente lutamos contra a degradação mais do que outros”.

Os GPs da Estíria e Áustria, ambos na pista de Spielberg, estão marcados para as duas próximas semanas. Depois disso, Inglaterra e Hungria encerram a primeira parte da temporada.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar