Chefe da Ferrari confirma que não vai ao Bahrein: “Nem sempre sou necessário na pista”

Mattia Binotto ‘atendeu’ ao pedido feito por Sebastian Vettel, que brincou depois de ter conquistado o pódio do GP da Turquia na esteira da ausência do chefe da Ferrari no pit-lane. O dirigente ítalo-suíço não vai ao Bahrein neste fim de semana

Pouco depois de ter cruzado a linha de chegada do GP da Turquia e conquistar seu primeiro pódio na temporada, Sebastian Vettel brincou com o incomum fato de, logo no seu melhor resultado no ano, Mattia Binotto, chefe da Ferrari, não estar no comando da equipe no pit-wall. O tetracampeão tirou sarro da situação e pediu que o ítalo-suíço “fique em casa” nas próximas corridas. De alguma forma, o desejo do alemão foi atendido pelo dirigente.

Binotto confirmou que não vai ao Bahrein, ao menos para a corrida deste fim de semana de 15ª etapa da temporada 2020 do Mundial de Fórmula 1. Em Istambul, a função de chefe de equipe foi delegada ao diretor-esportivo Laurent Mekies, e assim deve ser também em Sakhir a partir de sexta-feira.

MATTIA BINOTTO; FERRARI; GP DA RÚSSIA; SÓCHI;
Mattia Binotto também vai ficar longe do pit-wall neste fim de semana no Bahrein (Foto: Ferrari)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Uma pena ter ficado em casa apenas em uma corrida tão bonita”, afirmou Mattia ao jornalista Carlo Vanzini, da Sky Sports Itália. “Também vou estar em Maranello para o GP do Bahrein”, confirmou.

“Nem sempre sou necessário na pista”, afirmou o engenheiro italiano em entrevista veiculada pela agência de notícias GMM. “Afinal, sou o responsável por toda a equipe Ferrari. Claro, os finais de semana de corrida são muito importantes, mas gerenciar a equipe como um todo também é”, explicou.

Na última terça-feira, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) divulgou a programação das entrevistas coletivas para o fim de semana no Bahrein. Lá, aparece o nome de Binotto, e ainda que não tenha a intenção de viajar ao Bahrein, o dirigente pode fazer parte da entrevista por vídeo-conferência, o que tem sido a tônica nesta época de pandemia e protocolos de distanciamento social.

Na visão de Binotto, “é importante para mim encontrar um equilíbrio entre a equipe de corrida e o trabalho de fábrica”. O foco do engenheiro ao ficar em Maranello é focar nos trabalhos visando a temporada 2021.

Mas, ao mesmo tempo, o chefe da Ferrari tenta ajudar a equipe a fechar o campeonato em uma posição melhor que a atual na classificação do Mundial de Construtores. Com chances matemáticas de terminar 2020 em terceiro no campeonato, a escuderia de Maranello está atrás de Racing Point, Renault e McLaren na briga.

“Espero que o avanço que fizemos nas últimas corridas nos leve mais adiante. O sexto lugar dificilmente é aceitável para a Ferrari. É absolutamente necessário melhorar”, declarou Binotto ao jornal suíço Blick.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube