Chefe da Ferrari lembra chances perdidas e exalta “vitória importante” de Leclerc

O GP da Bélgica marcou a primeira vitória da Ferrari na temporada 2019 da F1 pelas mãos de Charles Leclerc. Mas Mattia Binotto, chefe da equipe italiana, encarou o triunfo em meio a um dia de “sentimentos mistos” em razão da morte trágica de Anthoine Hubert no último sábado

 
Sendo assim, a dor pela morte precoce de um colega de trabalho contrasta com o regresso da Ferrari às vitórias. “É um sentimento misto”, descreveu Mattia Binotto, chefe da equipe italiana, que ressaltou o tamanho da conquista de Leclerc e também as oportunidades perdidas, como nos GPs do Bahrein e da Áustria, onde o jovem piloto também na pole, mas acabou por perder a chance de triunfar.
 
“Precisamos ficar felizes. Precisamos ficar felizes por Charles, é sua primeira vitória. Ele pilotou muito bem hoje, acelerando desde a primeira volta até o fim. Foi muito importante para ele vencer por Anthoine hoje”, disse o dirigente ítalo-suíço durante entrevista coletiva.
Charles Leclerc correu e venceu por Hubert neste domingo em Spa (Foto: AFP)

“Então, no fim das contas, para mim ele teve oportunidades nesta temporada até agora, e nós as perdemos. Vencer aqui em Spa não é o melhor momento para a primeira vitória, mas é importante”, ressaltou.

 
Binotto lembrou a disputa entre Lewis Hamilton e Sebastian Vettel e lamentou pelo alemão não ter conseguido obter um resultado melhor. “Hamilton estava muito rápido naquele momento, você pôde ver o quanto ele colocou em Sebastian na Blanchimont”, recordou.
 
O chefe da Ferrari evitou falar sobre a sua primeira conquista no comando da Ferrari. “Não conta para mim, conta para Charles”, que teve exaltada sua capacidade. “Essa é a força dele. Foi assim na F3, na F2 e é um bom ponto de partida, vamos dizer assim, na sua carreira na F1”.
 
Sobre Vettel, Binotto disse que a segunda parada do alemão foi feita para ao menos garantir a quarta colocação da corrida. “Tivemos de fazer o pit-stop de Sebastian para proteger sua posição. Ele teve a oportunidade de fazer a ultrapassagem nos boxes. Haverá muitas outras oportunidades para ele no futuro”.
 
A forte performance da Ferrari em Spa a credencia como grande candidata à vitória também no GP da Itália no próximo fim de semana. Desde já, Binotto garante que o triunfo deste domingo não tira a pressão dos seus ombros. 
 
“Sabemos que Monza tem longas retas e exige muita velocidade, vamos dizer que é nossa vantagem. Nosso ritmo aqui mostra que podemos ser competitivos em Monza. Não tenho certeza de que a pressão se foi. Sem pressão em Monza? Acho difícil”, concluiu.
 
A próxima etapa do Mundial de F1 acontece já no próximo fim de semana com a disputa do GP da Itália, no icônico circuito de Monza. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

Paddockast #31
QUEM NA F1 PASSA DE ANO?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar