Chefe da Mercedes revela medo com pneus de Hamilton e Bottas em Spa: “Suei um pouco”

Para Toto Wolff, a vitória da Mercedes na Bélgica teve um leve suor ao final, por causa do desgaste dos pneus

A segunda dobradinha para a Mercedes no ano pareceu bem tranquila, já que Lewis Hamilton e Valtteri Bottas largaram e viram a bandeira quadriculada em primeiro e segundo, respectivamente, neste domingo (30) em Spa-Francorchamps.

Mas como o próprio Hamilton afirmou ao fim da corrida, houve sim certo sofrimento, confirmado por Toto Wolff, o chefe da dupla. Tal como em Silverstone, quando o hexacampeão fechou a prova com só três rodas, e o finlandês saiu da zona de pontuação por um estouro, os pneus foram motivo de preocupação.

“Nosso ritmo eu creio que tenha sido bom, não tenho nada negativo a dizer. Só suamos um pouco no final porque os pneus estavam se deteriorando. Mas o mesmo aconteceu com Max [Verstappen, terceiro] e o final foi com todos nós cuidando dos pneus”, comentou o chefe.

Toto Wolff feliz com vitória de Hamilton em Spa (Foto: Reprodução/Fox)

Sobre a corrida na Bélgica, ele se limitou a tal análise. Mas, como dirigente, Wolff quis comentar também sobre o fim do ‘modo festa’, programado para o GP da Itália do próximo final de semana.

O ‘modo festa’ é o conjunto de ajustes que aumentam a potência dos motores durante o treino de classificação, e a Mercedes é especialista nisso. A ponto de Wolff crer que seu término é perseguição com a equipe.

“A FIA quer nos atrasar e isso é irritante, porque tira os créditos ao nosso pessoal na fábrica, que nos leva ao limite. Isso acontece quando você ganha tantas corridas, os outros se unem contra”, concluiu.

A Fórmula 1 volta a acelerar já no próximo fim de semana com a disputa da oitava etapa do campeonato, o tradicional GP da Itália, que vai ser disputado no circuito de Monza. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube