Chefe da F1 torce, mas diz que Hamilton “não disse se vai assinar ou não a renovação”

Stefano Domenicali considerou que o britânico tem chance de fazer história não só dentro da pista, mas também de desempenhar um papel que vai além do esporte

Novo chefe da Fórmula 1, Stefano Domenicali está na torcida pela renovação do contrato de Lewis Hamilton com a Mercedes. O dirigente considerou que o britânico tem a oportunidade de fazer história não só dentro do campeonato, mas também fora dele.

Até aqui, a vaga de Hamilton é a única aberta no grid da Fórmula 1. A expectativa era de que o novo vínculo fosse assinado após a conquista do sétimo título mundial, mas negociações foram postergadas seguidas vezes.

STEFANO DOMENICALI; LAMBORGHINI;
Ex-CEO da Lamborghini, Stefano Domenicali vai comandar a F1 no lugar de Chase Carey (Foto: Lamborghini)

LEIA TAMBÉM
+ Se Russell é melhor cartada da Mercedes, realidade é simples: Hamilton vai renovar

Sucessor de Chase Carey no comando da F1, o ex-chefe da Ferrari contou que não teve pistas sobre qual será o futuro do piloto conhecido pelo número 44.

“Nos falamos no período do Natal. Ele está se preparando, mas não me disse se vai assinar ou não a renovação com a Mercedes”, disse Domenicali à emissora inglesa Sky Sports 24. “Claro, ele tem uma grande oportunidade, não só falando sobre o esporte em si, ter os números e com isso ser conhecido como o mais forte do mundo. Ele também tem a oportunidade de ter um papel que vai além do esporte”, seguiu.

“Ser campeão é uma coisa, mas é outra coisa fazer isso em outra dimensão”, comentou. “Estou convencido e espero, como parte interessada, que tudo possa ser resolvido rapidamente”, torceu.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube