Com Stroll de partida, Williams anuncia Russell como titular para temporada 2019 da F1

A Williams quebrou o silêncio de forma até meio surpreendente na manhã desta sexta-feira (12) e confirmou o acordo com George Russell, piloto que se aproxima do título da F2, como titular da equipe no Mundial de F1 para o ano que vem. Russell tem 20 anos e fez a carreira como piloto da Academia da Mercedes

E foi aberta uma vaga de F1 para George Russell. O piloto da Academia da Mercedes e provável campeão da F2 em 2018 foi confirmado como titular da Williams para a temporada 2019 em comunicado oficial divulgado na manhã desta sexta-feira (12). 

 
Russell faz um ano impressionante na F2. Assumiu o controle do campeonato quando todos os holofotes estavam sobre Lando Norris – que será titular da McLaren no ano que vem – e abriu vantagem. Precisa de apenas três pontos em duas corridas para fechar o segundo ano seguido com título de categoria-satélite – ele também faturou a GP3 em 2017.
 
O inglês tem 20 anos e tem impressionado os times da F1, mas não estava claro se haveria uma brecha para que ele fizesse o salto para a mais popular categoria de monopostos do mundo já no ano vindouro.
 
"É uma grande honra me juntar à equipe Williams, seu prestígio e herança. A F1 é meu sonho da vida toda. Desde assistir corridas quando era criança [até agora], a sensação é surreal em saber que eu vou estar no grid junto a pilotos que admiro há anos", disse no anúncio.
George Russell é da Williams (Foto: Williams)

"Estou incrivelmente animado para começar a trabalhar com todos em Grove e dar meus primeiros passos como piloto da F1. Não posso esperar para chegar a Melbourne no ano que vem e alinhar com a Williams para o começo de uma parte esperançosa da jornada", afirmou.

 
Claire Williams, a chefe-adjunta da equipe que leva seu sobrenome, destacou o respeito que Russell já tem na F1 e elogiou seu novo comandado.
 
"Estou deliciada em anunciar que George Russell vai se juntar à Williams para a temporada 2019. Sempre tentamos promover e desenvolver talento jovem na Williams, e George se encaixa perfeitamente nessa descrição. Ele já é muito respeitado no paddock. É um piloto cuja carreira temos acompanhado há algum tempo", avaliou.
 
"Pelo tempo que passamos com ele até agora, acreditamos que será um encaixe ótimo com o time. Seu comprometimento, paixão e dedicação são exatamente do que precisamos para aproveitar o bom momento que queremos desenvolver em Grove enquanto focamos no futuro. Estamos extremamente animados em receber George e trabalhar com ele", seguiu.
George Russell venceu em Sóchi (Foto: FIA F2)
Russell é inexperiente no volante de F1, mas não se trata de um estranho completo. Ainda em 2017, guiou a Mercedes no teste coletivo de meio de temporada na Hungria e, aí com a Force India, participou do primeiro treino livre no fim de semana do GP do Brasil. Em 2018, andou novamente pela Force India nos testes de Barcelona e com a Mercedes na Hungria, onde liderou.
 
Ao menos uma porta estava aberta no time de Grove, que vai perder Lance Stroll para a Force India em 2019 – agora Russell ocupa este espaço. O atual titular Sergey Sirotkin, o reserva Robert Kubica e o russo da F2 Artem Markelov estão no páreo. Esteban Ocon, que não terá vaga na Force India, corre por fora, mas é provável que se concentre apenas no papel de reserva da Mercedes.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube