Confira declarações dos pilotos após a sexta-feira de treinos livres do GP dos 70 Anos

O que os pilotos comentaram após as duas primeiras sessões livres em Silverstone? O GRANDE PRÊMIO conta aqui

O dia de treinos livres em Silverstone mostrou que o tópico principal do GP dos 70 Anos deve ser a escolha de pneus para a corrida. Com a Pirelli fornecendo compostos ainda mais macios neste final de semana, os pilotos e equipes ainda testam para aprender a lidar com a degradação.

Por isso, as falas após as sessões desta sexta-feira (7) foram focadas neste assunto, e todas elas o leito do GRANDE PRÊMIO confere abaixo.

A Fórmula 1 volta a acelerar neste sábado com o terceiro treino livre em Silverstone, marcado para 7h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todo o fim de semana do GP dos 70 Anos da F1.

A pista de Silverstone recebe a F1 pela segunda semana seguida (Foto: Haas)

Lewis Hamilton, primeiro: Em dia de domínio, Hamilton diz que Mercedes “ainda pode baixar alguns centésimos”

Valtteri Bottas, segundo: “Aprendemos muito semana passada, então as configurações estavam boas. O carro pareceu mais confortável do que na corrida, então o equilíbrio parte daí. Focamos nos pneus hoje e não parece ter tanta diferença entre os médios e os macios em termos de uma volta rápida. Com os macios, sofremos um pouco nas curvas rápidas, especialmente com as altas temperaturas e se estamos com muito combustível. Vamos ver todas as opções para acertarmos o plano para a classificação. Vai ser divertido amanhã.”

Daniel Ricciardo, terceiro: Ricciardo exalta ritmo de corrida “decente” após terceiro tempo na sexta-feira

Max Verstappen, quarto: Sem perspectiva de alcançar Mercedes, Verstappen prevê “outra corrida solitária”

Lance Stroll, quinto: “Foi um dia positivo e as equipes parecem bem próximas. Demos muitas voltas, então isso ajuda a apertar o grid, agora é maximizar nosso desempenho para o final de semana. Vamos analisar os dados para voltarmos amanhã com o carro certo para a classificação. A Pirelli trouxe pneus mais macios para este final de semana, o que nos desafia por causa da degradação, que deve ser grande fator para a corrida. O treino livre de sábado será importante para nos prepararmos para a classificação, e espero uma corrida emocionante domingo.”

Nico Hülkenberg, sexto: “Já me sinto em casa”: Hülkenberg ressalta melhor entendimento do carro em Silverstone

Charles Leclerc, sétimo: Leclerc diz que dia “foi difícil, não ruim”, mas Vettel vê Ferrari “pouco competitiva”

Lando Norris, oitavo: “Um dia complicado, não tão bom quanto na semanada passada. Tentar entender esses pneus foi mais difícil, já que são mais macios. Obviamente, todos deram voltas boas com esses novos pneus, mas eles se desgastam muito. Estamos sofrendo com isso, mas acho que entendemos o equilíbrio do carro. Como semana passada, acho que as condições vão mudar muito amanhã, vamos esperar e ver o que acontece.”

Lando Norris (Foto: McLaren)

Carlos Sainz, nono: “Um sexta um pouco diferente, escolhemos andar apenas com os macios durante todo o dia. Os carros sofreram com a degradação dos pneus, então foi importante colher o máximo de informações o possível. A escolha de pneus será importantíssima neste final de semana, então precisávamos do máximo de dados para tomarmos melhores decisões. No geral, o carro no TL2 pareceu bom. Precisamos checar novamente a velocidade em retas, como é comum em Silverstone, mas no geral foi bom.”

Esteban Ocon, 10°: “A primeira coisa que queria entender era nossa escolha por pneus macios e isso foi o importante hoje. Pareceu positivo e o carro estava rápido. Daniel [Ricciardo], com os macios, foi claramente rápido, o que é bom já que testamos coisas diferentes e será interessante comparar. Espero que possamos repetir isso amanhã. Tivemos alguns problemas aqui e ali, mas nada demais e o carro foi bom, no geral, por todo o dia.”

Alexander Albon, 11°: “Neste final de semana os pneus são ainda mais macios, e eu não sou um grande fã, acho que são macios demais para esse circuito. Vamos ver o que acontece amanhã, mas acho que ir de médios é melhor. O problema é que temos certo número de pneus médios e duros para o final de semana, então isso prende um pouco nossa estratégia, será importante a decisão por qual pneu vamos para cada sessão da classificação. É apenas sexta e todos estão escondendo algo, amanhã veremos a realidade.”

Pierre Gasly, 12°: “Não me senti tão bem com o carro quanto no último final de semana, então testamos diversas coisas nos treinos livres. Tentamos encontrar diferentes configurações para melhor o carro, mas não creio que conseguimos encontrar ainda. Estava bem feliz semana passada de cara, então precisamos analisar tudo e trabalhar a partir disso. As diferenças são pequenas, mas se queremos ir ao Q3, precisamos encontrar mais desempenho.”

Pierre Gasly (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Daniil Kvyat, 13°: “Foi uma sexta decente e demos voltas produtias. O pneu C4 não foi uma surpresa, vamos continuar a avaliar os pneus para entender o que gostamos e o que não, como sempre, e vamos analisar os dados para voltar amanhã na melhor forma possível para a classificação e para a corrida.”

Sebastian Vettel, 14°: “Tentamos algumas coisas e, no geral, estou um pouco mais feliz do que na semana passada. Mas não somos muito competitivos no momento e precisamos olhar os dados para ver no que devemos trabalhar. O carro vai bem na primeira volta com o pneu macio, mas depois fica mais difícil. Estamos salvando os duros para a corrida, então precisamos ver onde estamos na classificação e depois decidir a estratégia para a corrida. Precisamos melhorar o carro em áreas importantes. Espero que possamos ser mais competitivos.”

Romain Grosjean, 15°: “Foi uma boa sexta, P13, P15… são as posições pela quais lutamos. O carro pareceu bom pela manhã. Trabalhamos em condições complicadas no calor, com os pneus macios, e depois o vento apareceu um pouco pela tarde, o que tornou as coisas mais interessantes. No geral, estou feliz com o carro. Acho que fizemos um bom trabalho. Estamos andando na direção correta. Espero achar um pouco mais para a corrida. Sabemos o que dá para fazer com nosso pacote.”

George Russell, 16°: “Foi divertido pilotar hoje e as condições estavam bastante diferentes da semana passada. Com os pneus C4 foi bastante complicado, mas acho que foi para todo mundo. Ao menos um terço do grid anotou seu melhor tempo com os pneus médios e não com os macios. Acho que será uma classificação interessante. Se você jogar direito, você pode anotar sua melhor volta nos médios, então veremos estratégias interessantes amanhã.”

Kimi Räikkönen, 17°: “O carro pareceu melhor que semana passada, mas há muita velocidade a ser encontrada. Foi uma sexta normal, trabalhamos para encontrar mais desempenho para amanhã, mas só saberemos onde estamos na classificação. Como sempre, precisamos esperar as condições para amanhã. Espero que possamos dar um passo à frente e melhorar.”

Kimi Räikkönen (Foto: Alfa Romeo)

Kevin Magnussen, 18°: “O carro não funcionou no TL1, mas foi bem melhor no TL2. Falta um pouco de velocidade em comparação com o outro carro da equipe. Perdemos um pouco de tempo, mas é bom saber que isso nos levou a algum lugar. O carro é muito melhor nas curvas. Com esses pneus, é complicado. é um desafio. A pressão maior não torna nada fácil, é duro, mas acho que está tudo igual para todos. Vai ser interessante ver qual estratégia usamos amanhã e como lidar com esses pneus na pista. Semana passada o carro estava bom, então precisamos estar iguais. É um pouco diferente com esses pneus, mas temos conhecimento sobre os C2 e C3 da semana passada, só o C4 é completamente diferente.”

Nicholas Latifi, 19°: “Foi um dia positivo. Você já pega o ritmo de cara com a mesma pista pela segunda semana seguida. O TL1 foi bastante bom e o equilíbrio do carro estava ótimo com o pneus C4. Honestamente, sofri com o equilíbrio no TL2, mas estávamos tentando coisas diferentes. Será uma corrida animada e imprevisível. Não sei como os compostos vão reagir, então estou ansioso. Se mostrarmos o que mostramos hoje, podemos ser competitivos.”

Antonio Giovinazzi, 20°: “É sempre um desafio ficar fora de uma sessão, mas temos muitos dados da semana passada para nos ajudar. Conseguimos boas informações no TL2, demos ao menos uma boa volta durante nossa simulação de classificação e uma volta com bastante combustível antes de parar por um problema técnico. Vamos ver todos os dados coletados para achar a melhor forma de chegar à classificação ainda melhores.”

Robert Kubica (19° no TL1): “Silverstone é sempre uma das melhores pistas para pilotar um carro de F1, especialmente nas curvas rápidas. Foi um pouco chocante vir direto para cá após a corrida do DTM semana passada, mas não demorei a me entender. O carro parece bom, algo que noto desde os testes em Barcelona, mas há trabalho a ser feito para mais velocidade.”

Paddockast #73 | A volta da Fórmula E
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube