Ricciardo revela conversa com F1 sobre replay de acidente de Grosjean: “Valeu a pena”

O australiano contou que ouviu o lado da categoria durante o papo, como também o ouviram e puderam tirar boas conclusões sobre o que pode ser feito no futuro

Daniel Ricciardo levou diretamente à Fórmula 1 sua chateação sobre o excesso de replays do acidente de Romain Grosjean. O australiano afirmou que teve uma conversa bastante produtiva e que foram tiradas boas lições.

Na última semana, no GP do Bahrein, o francês da Haas sofreu um forte acidente, onde seu carro se partiu em dois e explodiu em uma bola de fogo. Apesar da assustadora cena, o competidor saiu apenas com queimaduras nas mãos e no tornozelo. Entretanto, não vai poder correr em Abu Dhabi e já voltou para sua casa.

Após o ocorrido, a transmissão da F1 repetiu por diversas vezes a imagem antes de a corrida ser retomada. Isso causou revolta no piloto da Renault, que chegou a dizer que “foi completamente desrespeitoso e sem consideração para com sua família, para todas as nossas famílias assistindo”.

Ricciardo ficou irritado com os replays do acidente de Grosjean (Foto: Renault)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Então, foi atrás para conversar do assunto. “Falei com a Ellie [Norman, diretora de comunicação e marketing da F1] na tarde da quinta-feira. Para ser honesto, acho que no domingo já me ofereceram para conversas, mas é claro que tinha muita coisa acontecendo, então, acabei adiando. Mas certamente valeu a pena ouvi-los e, obviamente, não quero explodir na mídia e depois fugir deles, por assim dizer”, disse.

“Conversei cerca de meia hora com Ellie, ela passou por diversas coisas e dei meu feedback. Não houve nada como um confronto. Foi bastante compreensiva e acho que também aceitou minhas preocupações. Não se afastou, acho que tentou ouvir e aprender também como fazer as coisas diferentes. Mas falou também as diversas razões de terem transmitido como fizeram”, continuou.

“Acredito que podemos tirar algumas coisas disse. Uma coisa é, e algumas transmissões fazem isso, que é ter um sinal de alerta para preparar a audiência. Tipo, ‘ok, terão algumas imagens mais fortes’ e caso você tenha crianças mais novas, dá tempo de tirar elas da frente da TV”, pontuou.

“Foi bastante produtivo, não me atacaram nem nada assim. Foi algo que valeu a pena e mereciam também que eu os ouvisse”, concluiu o competidor australiano.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube