Em temporada “de duas caras”, Hülkenberg destaca eficiência da Force India com orçamento reduzido em 2015

Nico Hülkenberg ressaltou a evolução da Force India na segunda metade da temporada 2015 e citou a eficiência do time na conquista de resultados consistentes mesmo sem contar com um orçamento considerável. Na visão do alemão, é tudo fruto do trabalho duro realizado ao longo do ano

A Force India está muito próxima de conquistar sua melhor colocação no Mundial de Construtores desde que estreou na F1, em 2008. Com 112 pontos somados, 41 a mais que a sexta posicionada, a Lotus, a equipe de Silverstone precisa somar apenas três pontos a mais que os aurinegros para consolidar o quinto lugar, ocupando a posição que a McLaren alcançou em 2014. 
 
E Nico Hülkenberg contribuiu com 44 destes pontos. O vencedor das 24 Horas de Le Mans teve um começo de temporada complicado na F1 com a Force India, ficando nada menos que cinco corridas sem pontuar, entre os GPs da Malásia e de Mônaco. A metade final tem sido mais consistente para o alemão, que somou 30 pontos neste período, mas ainda assim perdeu a chance de acumular mais, já que se envolveu em incidentes na Rússia e nos Estados Unidos, onde tinha potencial.
 
Mas, de qualquer forma, a avaliação que Nico faz do seu trabalho e da Force India como um todo é bastante positiva. Sobretudo depois que a equipe chefiada por Vijay Mallya trouxe à pista a especificação B do VJM08. O carro da primeira metade da temporada não conseguia entregar o melhor desempenho, mas tudo virou pra valer depois do GP da Bélgica.
Nico Hülkenberg está satisfeito com a forma desempenhada pela Force India, sobretudo na segunda parte de 2015 (Foto: Force India)
Por isso, Hülkenberg entende que tem sido um campeonato dividido em duas fases distintas para a Force India. “Definitivamente, foi uma temporada com duas caras, mas o mais importante para equipe é que nós vamos voltar em quinto depois de Abu Dhabi. Acho que nós precisamos de três pontos de vantagem para a Lotus neste fim de semana. Esta é a meta principal”, comentou o piloto durante entrevista coletiva desta quinta-feira (12) em Interlagos.
 
“Acho que o ponto forte é que nós fomos muito eficientes com aquilo que nós tivemos, se você considerar o tamanho da nossa equipe e o orçamento que nós temos. Acho que nós fizemos um trabalho muito bom nisso”, avaliou.
 
“Como eu disse, para mim, pessoalmente nós tivemos algumas corridas muito boas e alguns problemas, mas acho que é desta forma que funciona em uma temporada longa”, complementou Nico.
 
Hülkenberg disse que a Force India vai usar o carro que vai fechar a temporada 2015 como plataforma para o novo projeto que será utilizado no Mundial do ano que vem. “Esta é a ideia, que a gente possa continuar evoluindo e usar esta base sólida que nós temos agora com este carro para desenvolver mais e chegar mais perto do topo, evidentemente.”
 
“A chave será durante o inverno, que nós nos desenvolvamos no rumo certo para seguir avançando, mas tenho fé e confiança na equipe de que vamos alcançar isso”, complementou.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha o GP do Brasil com grande cobertura 'in loco' com Flavio Gomes, Evelyn Guimarães, Fernando Silva e Rodrigo Berton. Acompanhe aqui.
PADDOCK GP COM FELIPE MASSA: ASSISTA JÁ
 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Essa molecada da F1 vem para o Brasil e se acaba na coxinha e no pão de…

Posted by Grande Prêmio on Quinta, 12 de novembro de 2015

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube