Enquanto Lotus perde engenheiros, Williams contrata e “quer fazer acontecer”, afirma Massa

Em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO, Felipe Massa disse que desejo de voltar a vencer “conta muito” para chances de sucesso da Williams na F1


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Correr por uma equipe pequena na F1 sempre foi uma ideia rechaçada por Felipe Massa. O brasileiro fazia questão de deixar claro que, quando saísse da Ferrari, abandonaria também a categoria caso não encontrasse uma boa vaga. De repente, assinou com a Williams, grande, mas que há algum tempo não anda nas primeiras posições. O que o levou a fazer isso? Um projeto para retornar ao topo da F1 que o agrada bastante.

Nas visitas que fez à fábrica da Williams, Massa gostou da estrutura do time de Grove. É preciso, porém, fazer essa estrutura funcionar. Com esse intuito, o time foi às compras e contratou não só um piloto com experiência de oito anos na Ferrari, mas também engenheiros, a começar pelo diretor-técnico Pat Symonds. Nesta semana, foi apresentada mais uma leva de novos engenheiros.

Embora seja cedo para se fazer previsões em um ano de grandes mudanças no regulamento do Mundial, há certo otimismo neste sentido, afinal, times que estavam à frente da Williams nos últimos anos estão perdendo muitos funcionários-chave.

“Se a gente olhar para as equipes que eu tinha livres para correr, que eram a Lotus, a Force India, a Williams… A Williams é a equipe que está contratando, não perdendo. As outras, principalmente a Lotus, estão só perdendo. Acho que todo mundo que fez o carro da Lotus de 2013 não está mais lá. Isso mostra que eu fui para uma equipe que está contratando e querendo fazer o negócio acontecer”, declarou Massa em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO durante o Desafio das Estrelas, no último fim de semana, em Penha (SC). “Isso conta muito.”

Massa já usou as cores da Williams no Desafio das Estrelas (Foto: Duda Bairros)


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Em 2013, a Williams somou míseros cinco pontos em 19 corridas. O jejum foi quebrado na décima etapa, na Hungria, com Pastor Maldonado, e Valtteri Bottas colocou no bolso mais quatro tentos no fim do ano. O nono lugar no Mundial de Construtores foi uma decepção enorme após uma temporada 2012 razoável e de uma vitória.

“Eu não queria sair para uma equipe pequena, uma equipe minúscula que não tem a capacidade de investir no carro, de fazer o trabalho certo. A Williams precisa investir, por tudo aquilo que passou, e está fazendo isso acontecer”, elogiou.

Novamente sem arriscar previsões no ano da introdução dos novos motores V6 turbo com capacidade de 1,6 L, Massa vê como uma vantagem chegar à Williams em um momento de aprendizado para todas as escuderias. Não que a adaptação será mais fácil para o time britânico. O que fica mais fácil é se recuperar de um campeonato tão complicado.

“É uma mudança na minha carreira em um momento em que todo mundo muda. Acho que é importante mudar no momento onde começa do zero”, comentou.

Massa parece confiante de que tomou a decisão correta ao assinar com a Williams (Foto: Duda Bairros)


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

"Superempolgado", Massa falou que a preparação da Williams está bem encaminhada e confirmou a presença da esquadra nos testes de Jerez, que acontecerão entre 28 e 31 de janeiro, abrindo a pré-temporada da F1.

Por fim, Massa disse que não há um prazo estipulado para esse projeto de reconstrução da Williams vingar. “Ah, cara, vamos começar o ano… Espero que a gente consiga fazer vingar e ter um carro competitivo. Espero logo agora. Se não der agora, é trabalhar para isso acontecer."

O brasileiro pensa que um pódio nas primeiras corridas com a Williams seria um resultado “sensacional”, mas é só com o início do campeonato que será possível saber se o time conseguirá fazer mais ou menos do que isso em 2014. “A gente tem que entender o momento para fazer o trabalho direito.”

O Mundial de F1 de 2014 tem início marcado para o dia 16 de março, na Austrália.

A sequência da entrevista exclusiva do GRANDE PRÊMIO com Felipe Massa será publicada no decorrer da semana.

Viaje com a AMK VIAGENS para Mônaco e acompanhe de perto a mais importante das etapas do calendário da F1. Veja os pacotes e aproveite a promoção ATÉ 20 DE JANEIRO.
Clique e saiba mais detalhes.

Foto: Viaje com a AMK VIAGENS para Mônaco e acompanhe de perto a mais importante das etapas do calendário da F1! Confira os pacotes e preços e aproveite a promoção ATÉ O DIA 20 DE JANEIRO!http://amkviagens.com.br/2011/index.php/terrestres_internacionais/ver/104

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube