Envolvido em acidente, Alonso reclama de “bagunça e pouco bom senso” na largada do GP da Inglaterra

Fernando Alonso acabou tocando em Jenson Button ao desviar da batida entre os dois pilotos da Lotus. O espanhol reclamou do nível dos rivais da parte de trás do grid

O nível das disputas na parte de trás do pelotão na largada do GP da Inglaterra deste domingo (5) não foi dos mais altos, criticou Fernando Alonso.

O bicampeão largou em 17º com a McLaren Honda e acabou envolvido no acidente que provocou a intervenção do safety-car. Os dois pilotos da Lotus abandonaram, e Alonso, tentando desviar da confusão iniciada por Romain Grosjean e Pastor Maldonado, acabou atingindo Jenson Button. O inglês também se retirou da prova logo ali.

Alonso foi o décimo colocado no GP da Inglaterra (Foto: Beto Issa)

"A largada foi inacreditável. Foi uma bagunça só quando chegamos na terceira curva. Os dois pilotos da Lotus foram agressivos demais e se tocaram. Para desviar deles, eu quase rodei e toquei no Jenson", descreveu o piloto.

"Foram muitos abandonos e pouco bom senso", disparou.

Siga o GRANDE PRÊMIO no INSTAGRAM
e fique ligado para concorrer a PRÊMIOS
 

Button, que jamais terminou no pódio no GP da Inglaterra, disse que o jeito de evitar este tipo de coisa é não largar no 'fundão'. "Quando você larga atrás, sempre há uma chance maior de incidentes ocorrerem, pois as velocidades são mais altas na aproximação dos carros", comentou.

Apesar da reclamação de Alonso, os comissários decidiram não punir ninguém pelo acidente.

Alonso parou nos boxes no fim da primeira volta para trocar a asa dianteira, mas se recuperou e terminou em décimo, pontuando pela primeira vez na temporada.

 

determinarTipoPlayer(“15528939”, “2”, “0”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube