F1

Famoso nos anos 80 e 90 na F1, Andrea de Cesaris sofre acidente de moto na Itália e morre aos 55 anos

Andrea de Cesaris foi declarado morto na tarde deste domingo (5) depois de sofrer uma queda de moto e bater no guard-rail de uma estrada na Itália. O piloto correu na F1 entre as temporadas de 1980 e 1994
Warm Up / VICTOR MARTINS, de São Paulo
 Andrea de Cesaris correu pela Jordan nos anos 90 (Foto: Getty Images)
Andrea de Cesaris morreu neste domingo (5) aos 55 anos na Itália. O ex-piloto da F1 estava guiando sua moto numa estrada de Roma e perdeu o controle da Suzuki 600, chocando-se violentamente contra um guard-rail. Segundo as primeiras informações, De Cesaris morreu na hora.

Nascido em 1959, De Cesaris chegou à F1 nos anos 80 pelas mãos da Alfa Romeo, fazendo sua estreia nos GPs disputados na América do Norte (Canadá e EUA). No ano seguinte, foi contratado pela McLaren para ser o companheiro de John Watson. Sem ter resultados expressivos, voltou para a Alfa Romeo em 1982. Nas temporadas de 1984 e 1985, correu pela Ligier; nômade, pulou para a Minardi em 1986, à Brabham em 1987, à Rial em 1988, à Dallara em 1989 e 1990 e foi parar na Jordan em 1991, onde obteve destaque — pelos acidentes. Em 1992 e 1993, foi piloto da Tyrrell, e encerrou a carreira na F1 em 1994, substituindo o lesionado Karl Wendlinger na Sauber.
Andrea de Cesaris correu por várias equipes na F1 e morreu em um acidente de moto (Foto: Getty Images)
Em 208 corridas disputadas, De Cesaris teve dois segundos lugares como melhores resultados no início da carreira na Alfa Romeo, nos GPs da Alemanha e da África do Sul. No seu currículo também consta uma pole, em um longínquo 1982, em Long Beach.

No ano de 2006, De Cesaris chegou a competir na GP Masters, categoria que reunia pilotos da F1 de sua época, como Emerson Fittipaldi e Nigel Mansell.

As imagens da carreira de Andrea de Cesaris