Fãs escolhem GP da Itália como melhor etapa da Fórmula 1 em 2021

GP da Itália vencido por Daniel Ricciardo, da McLaren, venceu votação oficial da Fórmula 1. Fãs ainda escolheram Abu Dhabi, Brasil, Azerbaijão e Hungria para o top-5

SAINZ BRILHANTE E ALONSO ACIMA DO ESPERADO: OS ESPANHÓIS NA F1 EM 2021

A Fórmula 1 promoveu uma votação em seu site oficial sobre qual seria a melhor corrida da temporada 2021 na opinião dos fãs, e 52 mil pessoas participaram da enquete vencida pelo GP da Itála — que teve Daniel Ricciardo como vencedor. A corrida em Monza contou com 19% dos votos do público, em disputa apertada com a última etapa do ano, o GP de Abu Dhabi, que definiu a primeira conquista mundial de Max Verstappen.

O GP da Itália teve, principalmente, dois momentos memoráveis para os fãs: Lewis Hamilton e Verstappen se envolveram em um de seus principais acidentes ao longo do ano, quando a Red Bull do holandês acabou passando por cima da Mercedes do heptacampeão. A colisão causou o abandono dos dois pilotos da disputa.

Além disso, a vitória ficou a cargo de Daniel Ricciardo, que pilotou de forma espetacular desde a largada e não sofreu ameaças do companheiro de McLaren, Lando Norris, para vencer pela primeira vez desde 2018 — além de uma dobradinha espetacular para a equipe de Woking, a primeira desde o GP do Canadá de 2010.

MAX VERSTAPPEN; LEWIS HAMILTON; ABU DHABI;
Polêmico GP de Abu Dhabi que terminou com título de Max Verstappen foi segunda melhor corrida de 2021, na opinião dos fãs da F1 (Foto: AFP)

O GP de Abu Dhabi, que terminou com a vitória de Max Verstappen que lhe valeu o título mundial da F1, ficou em segundo lugar. Os fãs acompanharam Lewis Hamilton dominar a disputa e liderar 57 das 58 voltas após tomar a liderança do holandês logo na largada. Entretanto, um final movimentado com a batida de Nicholas Latifi e a entrada do safety-car alterou completamente o panorama da disputa.

Assim, ‘Super Max’ conseguiu ultrapassar o britânico no último giro da corrida, quando o diretor de provas da FIA, Michael Masi, autorizou a relargada. Verstappen havia sido chamado aos boxes pela Red Bull no período de SC, o que o permitiu colocar pneus macios novos contra os duros e velhos de Hamilton — que não teve chances.

O GP do Brasil, que contou com um desempenho histórico de Hamilton, terminou a pesquisa na terceira posição, com 10% dos votos. Na ocasião, o britânico foi punido na classificação de sexta-feira por uma irregularidade na asa móvel da Mercedes e precisou largar em último na corrida sprint, quando ultrapassou 15 carros para terminar em quinto lugar. Com mais uma punição — desta vez por uma troca prevista do motor de combustão interna —, o heptacampeão perdeu mais cinco posições no grid de largada e precisou sair em décimo na corrida.

Lewis Hamilton pegou uma bandeira do Brasil após a vitória e repetiu o gesto imortal de seu ídolo, Ayrton Senna (Foto: AFP)

Ainda assim, ultrapassou todos à sua frente — Hamilton passou por literalmente todos os pilotos nos dois dias do final de semana — para vencer de forma memorável e repetir a comemoração de seu ídolo, Ayrton Senna, ao segurar a bandeira do Brasil ainda no cockpit e repetir o feito no pódio.

Em quarto lugar, com 8% dos votos, ficou o GP do Azerbaijão, vencido por Sergio Pérez. Em uma rara corrida na qual Verstappen e Hamilton não pontuaram — o holandês sofreu um furo no pneu e abandonou quando liderava, e o britânico apertou um botão errado em seu volante na relargada, desativando os freios —, Pérez venceu sua primeira corrida pela Red Bull e teve as companhias inesperadas de Sebastian Vettel, da Aston Martin, e Pierre Gasly, da Alpha Tauri, no pódio.

Por fim, no quinto lugar, outra corrida que terminou com uma grande surpresa: o GP da Hungria, vencido por Esteban Ocon, da Alpine, que recebeu 7% dos votos. O piloto francês cruzou a linha de chegada em primeiro lugar pela primeira vez em sua carreira, após aproveitar o caos total gerado na largada por Valtteri Bottas — o finlandês da Mercedes perdeu o ponto de frenagem e atingiu diversos carros à sua frente.

LEWIS HAMILTON; SERGIO PÉREZ; RELARGADA; GP DO AZERBAIJÃO; BAKU;
Erro de Hamilton na relargada marcou jornada da Mercedes no Azerbaijão (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Verstappen precisou se arrastar com um carro bastante avariado, em que até mesmo o motor foi atingido, para terminar em nono — única vez em 2021 que finalizou uma corrida abaixo do segundo lugar. Hamilton e Mercedes se complicaram na hora de trocar os pneus de chuva pelos slicks, e o heptacampeão precisou fazer uma bela prova de recuperação para escalar todo o pelotão e tentar alcançar Ocon.

Ajudado pelo companheiro de equipe Fernando Alonso, que atrapalhou a passagem de Hamilton tanto quanto pôde, Ocon manteve o primeiro lugar e foi seguido no pódio por Lewis e Carlos Sainz, da Ferrari. O detalhe é que essa foi outra corrida em que Vettel conseguiu aproveitar as circunstâncias para levar o carro da Aston Martin ao segundo lugar, mas acabou eliminado após a disputa por uma irregularidade no tanque de combustível.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Esteban Ocon venceu pela primeira vez na F1 em 2021, na Hungria (Foto: Alpine)
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar