Alonso quebra ‘lei da mordaça’ e entra em apuros após ofender comissários da FIA

De acordo com a emissora britânica BBC, Fernando Alonso terá de se explicar à FIA por ter chamado os comissários do GP de Miami de "incompetentes" após sofrer a punição que lhe custou os pontos. Entende-se que o espanhol da Alpine violou o Código Esportivo Internacional da entidade com as ofensas

Fernando Alonso terá de se explicar à FIA (Federação Internacional de Automobilismo) por ter chamado os comissários do GP de Miami de “incompetentes” após receber uma punição de 5s ao final da corrida que lhe custou dois pontos. A informação foi confirmada pela BBC.

A declaração do bicampeão veio durante a coletiva de imprensa realizada sexta-feira (20), em Barcelona. Ao ser questionado sobre a penalidade, Alonso não poupou críticas à direção de prova, dizendo que se tratava de “algo muito injusto e incompetência dos comissários”, além de tê-los acusado de “falta de profissionalismo”.

▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Parece que a FIA não gostou nada da postura de Fernando Alonso ao falar da punição em Miami (Foto: Alpine)

A reclamação ‘informal’ foi encaminhada aos comissários, segundo a emissora britânica. Entende-se que a fala de Alonso pode ter violado os artigos 12.2.1 f e 12.2.1 k do Código Esportivo Internacional da FIA. Diz o texto do artigo 12.2.1 f que “quaisquer palavras, atos ou escritos que tenham causado dano moral ou prejuízo à FIA, seus órgãos, seus membros ou seus diretores, e mais ainda ao interesse do automobilismo e valores defendidos pela FIA” podem ser vistos como infração às regras.

O artigo 12.2.1 k acrescenta que se houver “qualquer má conduta para com os detentores de licenças, funcionários, dirigentes ou funcionários da FIA, membros da organização ou dos promotores [das corridas], funcionários dos concorrentes, oficiais de controle de doping ou qualquer outra pessoa envolvida em um controle de doping”, também pode ser considerado uma violação ao regulamento da entidade.

LEIA MAIS
Leclerc completa ‘trinca dos treinos’ e lidera TL3 do GP da Espanha de Fórmula 1

Alonso ainda não se pronunciou sobre a repercussão do caso. O piloto da Alpine foi visto conversando animadamente com o presidente da FIA, Mohammed ben Sulayem, no paddock do Circuito da Catalunha na sexta-feira.

Na corrida americana, Alonso foi punido duas vezes em 5s. Os primeiros vieram por conta do toque em Pierre Gasly, que acabou causando avarias na AlphaTauri e terminou com safety-car após batida do francês em Lando Norris. Porém, mesmo com tempo extra na conta, o espanhol aparecia em nono, voltando enfim a marcar pontos.

Só que a direção de prova, analisando imagens após a corrida, considerou que Alonso tinha cometido outra infração ao sair da pista na curva 14 e ganhar vantagem ao retornar. Foram mais 5s acrescidos ao seu tempo final.

Alonso alegou que a Alpine foi até os comissários com os dados da telemetria para provar que ele não havia ganhado nenhum tipo de vantagem, mas que eles “já estavam arrumando as malas”. “Quando chegamos lá, eles disseram ‘deem-nos cinco minutos’, e aí se viraram de mãos atadas, provavelmente porque já haviam emitido a punição e não sabiam como mudar o documento.”

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Escanteio SP.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar