Ferrari admite frustração por ver pole escapar em Miami e mira “ter DRS nas primeiras voltas”

A Ferrari conseguiu se colocar entre os carros da Red Bull, mas Frédéric Vasseur admitiu que o objetivo para a classificação era a pole-position do GP de Miami

Tanto na classificação sprint quanto na sessão que definiu o grid de largada para o GP de Miami, Max Verstappen esteve longe da performance ideal, porém a Ferrari não conseguiu se aproveitar da brecha para pegar a pole-position. E o chefe, Frédéric Vasseur, não escondeu a ponta de frustração por isso, ressaltando que agora é fazer o possível para não deixar o neerlandês escapar já nas primeiras voltas.

Charles Leclerc foi quem mais se aproximou do tempo de Verstappen, ficando a 0s141 da marca do piloto da Red Bull. Carlos Sainz veio logo na sequência, o que foi encarado como um fator positivo por Vasseur, já que os dois carros vermelhos colocaram-se entre os taurinos — Sergio Pérez foi o quarto.

Relacionadas


O objetivo, no entanto, era a pole-position, conforme explicou Vasseur à Sky Sports após a classificação deste sábado (4).

“Há um pouco de frustração porque esperávamos um resultado melhor, mas foi difícil para todos fazer uma boa volta com os macios”, disse o francês. “Mas, no geral, o resultado é positivo, estamos nas primeiras posições com os dois carros. Vamos ver como será amanhã”, acrescentou.

F1 2024, GP DE MIAMI, ESTADOS UNIDOS, SÁBADO, CLASSIFICAÇÃO, POLE, MAX VERSTAPPEN, RED BULL CONTENT POOL
Charles Leclerc e Carlos Sainz ao lado de Verstappen (Foto: Red Bull Content Pool)

“O ritmo de corrida também será uma história diferente em comparação com a volta rápida, pois não correremos com os macios. Com eles, acho que todos estavam no limite, e se excedêssemos um pouco, íamos longe demais. Foi assim para os nossos pilotos, mas também para os outros 18″, completou Vasseur.

Sobre a sprint, o dirigente viu um déficit de performance “de 0s1 ou 0s2” entre os carros da Ferrari e o RB20. Frédéric salientou, contudo, que Max foi forte nas três primeiras voltas, mas depois sofreu um pouco até voltar a ter um bom ritmo. E é nessa lacuna que a Ferrari espera tentar algo.

“Se conseguirmos pegar o DRS nas primeiras voltas, será muito importante, já que ele é muito poderoso aqui em Miami. E isso significa que temos de melhorar desde a primeira volta. Será uma longa corrida, e a diferença será o desgaste [de pneus] Não tivemos problemas pela manhã, então vamos ver.”

Por fim, deixou claro que não passaria nenhuma orientação à dupla Leclerc/Sainz sobre a largada. “Eles são profissionais”, encerrou.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL todas as atividades do GP de Miami de Fórmula 1primeiro de três que acontecem nos Estados Unidos, e transmite classificações e corridas oficiais e da sprint em segunda tela, em parceria com a Voz do Esporte, na GPTV, o canal do GP no Youtube. Além disso, debate tudo que aconteceu na pista com o Briefing após classificação sprint e classificação oficial, além de antes e depois da corrida. No domingo (5), a largada está marcada para as 17h. 

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente: Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.