Fórmula 1 gerou mais de 71 milhões de interações no Twitter com temporada de 2021

A Fórmula 1 alcançou números estrondosos em 2021, após a temporada extremamente competitiva. E já começou 2022 com boas marcas

FÓRMULA 1 2022: TUDO SOBRE O GP DO BAHREIN DE F1 | Briefing

A Fórmula 1 2021 não foi apenas histórica pela grande competitividade ao longo da temporada, mas também pelos grande números de pessoas acompanhando a categoria em tempo real. Ao longo do ano passado, o Twitter somou mais de 71 milhões de tuítes em todo o mundo sobre F1, um dos temas mais comentados na plataforma, e que teve um aumento de 64% em comparação a 2020.

Parte do aumento também foi notado na pesquisa anual da própria F1, em parceria com a Nielsen, empresa famosa mundialmente pelo trabalho em dados, informação e medição, e a Motorsport Network. Ao todo, foram 167.302 respostas, e o atributo mais mencionado à categoria era “emocionante”. Além disso, Max Verstappen liderou o ranking de pilotos mais populares, seguido por Lando Norris e Lewis Hamilton.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

RED BULL; FESTA; ABU DHABI; GP DE ABU DHABI;
Decisão do campeonato em Abu Dhabi teve maior audiência da temporada (Foto: Clive Rose/Getty Images/Red Bull Content Pool)

No Twitter, no entanto, a ordem de menções foi um pouco diferente. Apesar do título em 2021, Verstappen ficou atrás de Hamilton. Completando o pódio, Sergio Pérez ficou na terceira posição. Entre as equipes, vitória da Mercedes, seguida por Red Bull e McLaren.

Agora, em 2022, o GP do Bahrein estreou com mais de 2,5 milhões de tuítes em todo o mundo durante o fim de semana. No Brasil, o nome de Charles Leclerc — e que, inclusive, teve um ‘boom’ de tuítes quando cruzou a linha de chegada — foi o mais mencionado. Atrás dele, vieram os nomes de Lewis Hamilton e Carlos Sainz Jr.

O ano recorde do GRANDE PRÊMIO

A temporada 2021 deixou suas marcas também no GRANDE PRÊMIO. A principal mídia de automobilismo do Brasil e da América Latina registrou os melhores números de audiência da história, impulsionados pela disputa eletrizante da Fórmula 1 entre Max Verstappen e Lewis Hamilton, mas também pelas outras quatro principais categorias de cobertura no grandepremio.com.br.

F1 superou todas as metas e expectativas. Foram mais de 37,7 milhões de visitas e 113,8 milhões de páginas visitadas. Em relação a 2020, o aumento foi, respectivamente, de 145% e 303%.

GRANDE PRÊMIO teve ano recorde de acessos (Foto: AFP)

MotoGP segue como segunda categoria mais acessada do GP. No total, mais de 4,1 milhões de visitas (+40% em relação a 2020) e 14,2 milhões de páginas visitadas (+165%). Na sequência, a Indy marcou mais de 1,4 milhão de visitas (+112%) e mais de 5 milhões de páginas visitadas (+310%).

Stock Car voltou a ser a quarta categoria mais acessada, com mais de 1 milhão de visitas (+155%) e mais de 1,8 milhão de páginas visitadas (+129%). Depois, a Fórmula E registrou mais de 460 mil visitas (+90%) e mais de 1,7 milhão de páginas visitadas (+275%).

No geral, o grandepremio.com.br teve mais de 27,4 milhões de visitantes únicos (+100%) e 163,4 milhões de páginas visitadas (+215,2%).

FERRARI ESTÁ DE VOLTA E NOVAS REGRAS EMBARALHAM FÓRMULA 1 2022 | Paddock GP #279

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar