GP às 10: Mercedes W12 ao nível de 2019: haverá luta pelo título da Fórmula 1 em 2021?

Diretor-técnico da Mercedes, James Allison deu detalhes do processo de desenvolvimento do novo carro de Lewis Hamilton e Valtteri Bottas para 2021, mas está muito cauteloso sobre a performance do W12, sobretudo em razão das mudanças aerodinâmicas impostas pelo regulamento técnico. A Fórmula 1 terá um campeonato mais equilibrado? A Red Bull vai para a briga? Fernando Silva e Pedro Luís Cuenca comentam no GP às 10 deste domingo

Na última quarta-feira, James Allison, diretor-técnico da Mercedes, deu detalhes dos trabalhos de desenvolvimento do W12, o carro da equipe heptacampeã mundial para a temporada 2021 da Fórmula 1. O engenheiro britânico desmistificou a impressão geral de que o regulamento do campeonato deste ano será quase uma repetição de 2020 e pontuou que as regras “são muito, muito diferentes” do ano passado.

Ao falar sobre o novo carro, Allison entende que, neste momento do desenvolvimento, o W12 teria a performance no mesmo nível de 2019. O grande desafio, reporta o engenheiro, é o de trabalhar para recuperar essa performance para os testes de pré-temporada e, principalmente, para a abertura do campeonato.

Há um ponto: levando em conta também a perda do DAS, se a Mercedes considera a possibilidade de haver perda de performance, teremos um campeonato mais parelho em 2021?

A grande questão é considerar também é que a Mercedes costuma se sair bem diante de mudanças de regulamento, como aconteceu na transição de 2016 para 2017. Mesmo assim, a Red Bull também não dorme em serviço, tendo ao seu dispor o mago da aerodinâmica Adrian Newey. É possível esperar uma Red Bull mais forte, com Newey tirando proveito das mudanças estabelecidas para 2021?

Fernando Silva e Pedro Luis Cuenca comentam no GP às 10.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube