GP Notícias: Grosjean seria degolado sem halo, mostra TV em simulação de acidente

Meses depois do acidente de Romain Grosjean, a emissora francesa Canal+ fez uma simulação digital do impacto e mostrou como o carro se dividiu e explodiu no GP do Bahrein, além de ressaltar a importância do halo

A primeira volta do GP do Bahrein de 2020 reservou um dos momentos de maior tensão que a Fórmula 1 viveu nos últimos anos. Romain Grosjean perdeu o controle e encontrou violentamente a barreira de proteção. O resultado foi a destruição de sua Haas e um incêndio quase que instantâneo. Grosjean, com incrível instinto de sobrevivência, escapou em meio as chamas mesmo machucado. E nasceu de novo.

Quase três meses após o susto, o Canal+, da França, fez uma simulação do acidente no circuito de Sakhir e a conclusão é uma só: Grosjean teria sido degolado não fosse o Halo.

Na reconstituição do canal francês, fica claro que Grosjean teria sido degolado não fosse o Halo. A simulação mostra que a Haas penetrou o guard-rail e abriu uma fenda suficiente para passar boa parte da célula de sobrevivência, mas que pegaria exatamente no capacete do francês não fosse a peça de proteção de cockpit.

Salvo pelo Halo, Romain ainda teve de lutar para sair do carro em posição pouco favorável e em meio a um incêndio de grandes proporções, se salvando após três tentativas com ajuda da equipe de resgate.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

WEB STORIES: Tudo sobre os lançamentos dos carros da F1 2021

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube