GUIA 2021: Gasly muda de patamar e se mostra pronto para liderar AlphaTauri

Pierre Gasly se transformou em 2020, colocou a AlphaTauri em outro nível, até corrida venceu e, para 2021, com o time esperando ter ainda mais performance, o francês assume de vez o papel de um dos líderes do pelotão intermediário

Pierre Gasly foi um dos melhores pilotos do mundo em 2020, mudou de patamar e, em 2021, chega com a clara missão de liderar a AlphaTauri rumo a uma nova realidade: a de equipe postulante aos primeiros lugares do pelotão intermediário da Fórmula 1.

Rebaixado pela Red Bull na metade da temporada 2019 após não se adaptar ao time e a um carro feito sob medida para Max Verstappen, Gasly chegou a ser amplamente questionado, não apenas no que diz respeito ao seu talento, mas também se conseguiria virar o jogo e seguir como um piloto competitivo na então Toro Rosso. A resposta foi imediata, com uma série de boas corridas e um inacreditável pódio no GP do Brasil.

Veio 2020 e o desempenho ficou ainda melhor, mas já com um cenário diferente. Pierre não era mais tão questionado, já passava a ser tratado como destaque do time e do pelotão intermediário da Fórmula 1, só que não da forma como aconteceu. No que era para ser o ano da afirmação, o francês foi muito além, passou a entregar semanalmente muito mais do que a AlphaTauri esperava e deu um baile no experiente e outrora promissor Daniil Kvyat, tanto em corridas quanto em classificações.

Pierre Gasly fez história ao vencer o GP da Itália de 2020 (Foto: Red Bull Content Pool)

GUIA F1 2021
+F1 se prepara para duelo Hamilton x Verstappen em ano pandêmico e incerto
+Mercedes enfrenta revés com carro instável, mas abre temporada favorita
+Verstappen encara perspectiva de briga por título e desafio com Pérez
+F1 dá falsa ideia de continuísmo, mas mexe bem nas regras antes de revolução
+McLaren ganha reforços e mira consolidação no top-3 da Fórmula 1
+Alpine ousa com carro arrojado e mira top-3 no retorno de Alonso

Após uma série de idas ao Q3 e de provas com pontos grandes conquistados, a cereja do bolo veio talvez de onde menos se esperava. Em Monza, pista de altíssima velocidade, a Honda surpreendeu e venceu, mas não com a Red Bull. Foi com Gasly, que teve sorte de parar antes do safety-car e extrema competência para fazer uma relargada perfeita, imprimir um ritmo forte e segurar por boa parte da prova os ataques de Carlos Sainz, que vinha em uma McLaren superior.

A temporada como um todo já deveria servir para fazer Gasly mudar de patamar na F1, mas uma vitória por um time de meio de pelotão tem um peso ainda maior. Pierre só não foi melhor em 2020 que os geniais Lewis Hamilton e Max Verstappen, o que automaticamente o coloca um peso enorme para 2021. Não tem mais como voltar a ser um coadjuvante.

Sabendo disso, a escolha da AlphaTauri por trocar Kvyat pelo novato Yuki Tsunoda faz todo sentido. No fundo, nada mais é que renovar o time pensando lá na frente e, principalmente, apostar em Gasly como um verdadeiro líder do projeto. E abertamente o discurso já é esse.

“Acho que Pierre é um dos pilotos mais fortes da F1 hoje em dia. O bom conhecimento técnico lhe permite tirar o melhor do carro. Ele está com a equipe há algum tempo, por isso está totalmente adaptado com todos os procedimentos e com a nossa forma de trabalhar. Ele será um bom líder, sabe como vencer uma corrida – como provou no ano passado em Monza – e se tiver um carro competitivo nas mãos, espero muito sucesso nesta temporada”, disse o chefe Franz Tost.

A AlphaTauri vai de Pierre Gasly liderando Yuki Tsunoda em 2021 (Foto: AlphaTauri)

O próprio Gasly, que tanto fala em voltar um dia a ter uma chance na Red Bull, sabe também do novo papel que tem de exercer em 2021. Aos 25 anos, o francês precisa comandar um dos times mais promissores do campeonato e, para que a missão tenha sucesso, não basta só dominar Tsunoda.

“A chegada do Yuki significa que terei mais responsabilidades, e eu estou pronto para ser o líder da equipe. Só que o Yuki é um piloto muito rápido, que vai nos ajudar a levar a equipe adiante. Conheço ele, é um cara competitivo e que já mostrou do que é capaz na F2. Falta experiência para ele, então as coisas nem sempre serão fáceis, mas acho que ele tem talento. A chegada dele não muda muito minha abordagem, que será a mesma que tive no ano passado, quando extraímos tudo do carro”, explicou Pierre.

Candidato natural a um dos destaques de 2021 por tudo que tem feito no último ano e meio de F1, Gasly chega com um novo tipo de cenário na temporada com a AlphaTauri. Tão pressionado em diversos estágios da carreira, agora Pierre vai lidar com um outro estilo de responsabilidade. É hora de manter o crescimento, sem olhar para trás.

GRANDE PRÊMIO preparou um GUIA 2021 com tudo que é preciso saber sobre a temporada que começa em 28 de março, que terá cobertura completa dos treinos livres, classificação e corrida. Tudo acompanhando ao vivo e em tempo real. Além disso, o GP faz a análise da definição do grid de largada no sábado e tem ainda o pré e pós-corrida no domingo, sempre no BRIEFING, na GPTV.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

WEB STORIES: Band se prepara para transmitir F1 até champanhe acabar’

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube