Haas é investigada por auxílio externo durante volta de apresentação na Hungria

Primeiros pontos da Haas na temporada 2020 correm risco após FIA abrir investigação por comunicação da equipe com Kevin Magnussen e Romain Grosjean na volta de apresentação

Os primeiros pontos da Haas na temporada 2020 da Fórmula 1, conquistados no GP da Hungria, estão ameaçados. A FIA abriu uma investigação contra os carros de Kevin Magnussen e Romain Grosjean pela violação do Artigo 27.1 do Regulamento Esportivo, citando que “os pilotos devem conduzir os carros sozinhos, sem ajudas”.

Magnussen e Grosjean foram chamados aos boxes pela equipe ainda na volta de apresentação da corrida para colocarem pneus de pista seca, enquanto o restante do pelotão largou com compostos intermediários.

Kevin terminou na nona colocação, conquistando os primeiros pontos da Haas desde o GP da Rússia de 2019, enquanto Romain foi 15º.

Kevin Magnussen terminou a corrida em 9º (Foto: Haas)

Daniil Kvyat, da AlphaTauri, chegou a enviar mensagem para a equipe pedindo para trocar pneus durante a volta de apresentação, mas não recebeu resposta. O piloto russo foi o primeiro a realizar um pit-stop durante a corrida, ainda na primeira volta.

Representantes da equipe foram convocados para se reunir com os comissários da FIA em Hungaroring.

Neste domingo, o Briefing entra ao vivo às 13h (Brasília, GMT -3). No pós-corrida do GP da Hungria de F1, Victor Martins, Evelyn Guimarães e Felipe Noronha analisam a disputa em Hungaroring e trazem as últimas informações da terceira etapa do Mundial 2020. Inscreva-se no canal do GRANDE PRÊMIO no YouTube e ative as notificações.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube