Haas minimiza preocupação com situação financeira e garante que projeto para estreia na F1 segue como planejado

Chefe da Haas, Gunther Steiner assegurou que nada mudou nos planos da equipe norte-americana, que estreia na F1 em 2016. O dirigente disse que, apesar das preocupações com relação à situação financeira do esporte, o trabalho segue o mesmo com relação aos projetos do carro. Ainda segundo Steiner, o objetivo é fazer o time alinhar o modelo já no primeiro dia de testes da pré-temporada do próximo ano

Gunther Steiner, chefe da Haas, garantiu que o plano da equipe norte-americana de ingressar na F1 na temporada 2016 não sofreu qualquer alteração, apesar das preocupações cada vez maiores no paddock quanto à situação financeira do esporte.

O colapso da Caterham no ano passado e a falta de ações concretas com relação à redução dos custos para os times ajudaram a aumentar a apreensão sobre o futuro da F1. Porém, apesar do cenário incerto em torno de orçamento, Steiner disse que o time de propriedade de Gene Haas está totalmente comprometido com o projeto da F1, embora também esteja acompanhando de perto as decisões tomadas pelas equipes e pelos principais dirigentes do Mundial.

"Eu acho que a situação financeira vai continuar mudando e sendo discutida, e para fazer todos felizes será difícil", disse Gunther ao site norte-americano 'Motorsport.com'. "Nós não estamos envolvidos ativamente porque não temos direito de voto ou qualquer coisa, mas estamos seguindo absolutamente tudo o que está acontecendo. Gene está de olho em tudo", completou.

Günther Steiner disse que está tudo dentro do cronograma na Haas (Foto: Reprodução/Twitter)

"De qualquer forma, nós tomamos a decisão de abraçar essa aventura. Nós sabíamos como seria, por isso não é uma surpresa ou uma grande mudança. Vamos continuar acompanhando tudo de perto, mas essas discussões nunca vão terminar. E uma vez que tenhamos voz, teremos também a nossa opinião. Mas, no momento, somos apenas espectadores", acrescentou o dirigente.

Steiner também revelou que a Haas está incrementando o programa da F1, recrutando pessoal para o trabalho na base britânica da esquadra, em Banbury, onde costumava funcionar a sede da Marussia. O chefe ainda disse que o projeto do carro segue dentro do cronograma e que espera que a equipe possa concluir até setembro, para que seja possível estar desde o primeiro dia de testes da pré-temporada em 2016.

"Estamos comprando todas as partes da Ferrari, além das não cotadas", explicou. "É uma longa lista, mas as principais coisas que estamos fazendo no momento são os chassis e as carenagens. Você não pode se dar ao luxo de perder todos os testes. O calendário oficial ainda não saiu, por isso não podemos descuidar. Nós queremos estar na primeira bateria de testes", encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube