Haas usa Pérez como exemplo de piloto pagante para justificar vinda de Mazepin

Günther Steiner apontou que caso um piloto tenha talento na pista e ainda tenha o apoio financeiro, é natural que uma equipe o escolha para a Fórmula 1

A Haas está convicta que Nikita Mazepin vai fazer um bom trabalho na Fórmula 1. Günther Steiner, chefe do time, apontou que pilotos pagantes podem se sair bem na categoria, citando exemplos como Sergio Pérez, George Russell e Niki Lauda.

Nesta terça-feira (1), a equipe norte-americana anunciou a chegada do russo em um acordo plurianual. Atualmente disputando a Fórmula 2 e ocupando o terceiro posto da classificação, o competidor é filho do bilionário Dmitry Mazepin, que custeou toda a carreira do herdeiro.

“Sempre volto a isso, que há sempre esses pilotos pagantes vindo. Quero dizer, há muitos pilotos que chegam à Fórmula 1 por conta do apoio financeiro. Há muitos pilotos que no início trouxeram patrocinadores”, disse o dirigente.

Pérez tem sete pódios na F1 (Foto: Beto Issa)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“O primeiro que me lembro é Checo [Pérez]. Checo veio à F1, todos disseram ‘ele é apenas um piloto pagante’. Olhe para ele agora, termina no pódio, está fazendo um bom trabalho”, continuou o italiano.

“George Russel, para mim, é um dos melhores pilotos. Sem a ajuda da Mercedes, não estaria em lugar nenhum. Há muitos deles lá. Lance Stroll já chegou ao pódio. Caso sejam bons na F2 e têm patrocínios, é a solução perfeita”, emendou.

“Quando falei com Niki [Lauda] há um bom tempo, disse que ‘cheguei à F1 graças ao apoio de um banco, então, pude comprar uma vaga’. Acho que era o BRM naquela época. Isso é velho, foi três vezes campeão mundial”, completou.

Günther ainda aproveitou para apontar que “se quer ver como positivo ou negativo, é o ângulo que quer encarar. Se alguém é bom e tem apoio financeiro, claro que tem uma melhor chance do que alguém que é tão bom quanto e não tem esse apoio.”

“Quero dizer, por que escolheria quem não tem patrocínios? No momento, Nikita está em terceiro, então, não posso duvidar dele. O que mais é necessário fazer?”, encerrou Steiner.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube