Haas confirma contratação de Mazepin em acordo plurianual a partir de 2021 na F1

Sem surpresas, a Haas anunciou na manhã desta terça-feira que Nikita Mazepin será um dos pilotos da equipe norte-americana a partir da próxima temporada. A expectativa é que o anúncio sobre Mick Schumacher seja feito depois do fim de semana que pode definir a conquista do título do alemão na Fórmula 2

Leia também
OPINIÃO GP: F1 e Grosjean têm muito a agradecer: a Bianchi e à existência do halo

Nikita Mazepin vai estrear pela Haas na Fórmula 1 em 2021. Em cenário já esperado, o russo de 21 anos foi anunciado pela equipe norte-americana nesta movimentada manhã de terça-feira (1), com a confirmação de um contrato plurianual. Mazepin, filho do bilionário empresário Dmitry Mazepin, atuante no ramo de fertilizantes, deve ter como substituto o alemão Mick Schumacher, que está 14 pontos à frente de Callum Ilott na luta pelo título da Fórmula 2 e disputa neste fim de semana a etapa decisiva em Sakhir, no Bahrein.

O anúncio da Haas vem dias depois que a cúpula da equipe baseada em Kannapolis confirmou que Romain Grosjean e Kevin Magnussen, que formam dupla desde 2017, não vão ter seus respectivos vínculos renovados para o ano que vem.

Mazepin, que também disputa a Fórmula 2, está no seu segundo ano na categoria de acesso à Fórmula 1. Na atual temporada, o piloto venceu duas corridas — em Silverstone e Mugello — e conquistou outros quatro pódios, inclusive um na corrida do último domingo, em Sahir.

Em 2018, Nikita foi vice-campeão da antiga GP3, atual Fórmula 3. E embora não tenha títulos no currículo, Nikita já teve a chance de fazer testes na Fórmula 1: em 2017 e 2018 pela Force India — hoje Racing Point —, e, no ano passado, participou de um dia de teste durante a temporada com a Mercedes em Barcelona.

NIKITA MAZEPIN; HAAS; F1; 2021;
Nikita Mazepin será um dos pilotos da Haas na temporada 2021 (Arte: Haas F1 Team)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Depois de Vitaly Petrov, Daniil Kvyat e Sergey Sirotkin, Mazepin será o quarto piloto russo a fazer parte do grid do Mundial de Fórmula 1.

“Virar um piloto de Fórmula 1 é um sonho de minha vida que se tornou realidade”, comemorou Nikita. “Agradeço muito a confiança depositada em mim por Gene Haas, Guenther Steiner e toda a equipe. Eles estão dando a um jovem piloto uma oportunidade e eu sou grato por isso. Estou ansioso para começar nosso relacionamento juntos, dentro e fora da pista, e muito ansioso para seguir demonstrando meu talento após uma forte temporada na Fórmula 2”, declarou o novo piloto da Haas.

“A equipe espera meu feedback e a minha ajuda para refinar seu pacote para 2021 e além. Vou assumir essa responsabilidade e mal posso esperar para começar”, acrescentou.

Estima-se que a chegada de Mazepin à Haas seja impulsionada por um aporte financeiro inicial de US$ 40 milhões (ou R$ 213,2 milhões, na cotação atual) por temporada.

NIKITA MAZEPIN; FÓRMULA 2;
Nikita Mazepin já venceu duas corridas com a Hitech, equipe comprada pelo pai, nesta temporada da F2 (Foto: F2/Twitter)

O russo recebeu as boas-vindas do chefe da Haas, Guenther Steiner. “Estou muito feliz que Nikita Mazepin vai pilotar pela Haas F1 Team na próxima temporada. Nikita destacou suas credenciais na Fórmula 2 neste ano com duas vitórias e muitos pódios, no que foi uma forte temporada de um segundo ano para ele. Ele tornou-se um piloto maduro subindo na base, notavelmente mais recentemente na GP3, onde terminou como vice-campeão em 2018 e, obviamente, na Fórmula 2 nas duas últimas temporadas”, disse o dirigente italiano.

“Estou empolgado para ver o que Nikita pode conquistar na Fórmula 1 e estamos ansiosos para dar a ele a oportunidade de competir no mais alto nível do automobilismo mundial. Com um cronograma recorde de 23 corridas estabelecido para o Mundial de F1 em 2021, ele vai ter muita atividade de pista para aprender todas as nuances dos GPs”, complementou.

Os últimos dias foram particularmente tensos e movimentados para a Haas. Primeiro, por conta do acidente assustador sofrido por Romain Grosjean na primeira volta do GP do Bahrein do último domingo. Como um milagre, o franco-suíço escapou de uma tragédia ‘apenas’ com algumas queimaduras nas mãos e deve ter alta nesta terça-feira do Hospital das Forças de Defesa do Bahrein, em Manama, capital do país insular.

Um dia depois, a Haas confirmou que Pietro Fittipaldi vai substituir Grosjean pelo menos no fim de semana do GP de Sakhir, que vai ser realizado no anel externo do circuito barenita. Será a chance de o brasileiro fazer sua estreia na Fórmula 1. Contudo, o neto de Emerson Fittipaldi não tem chances de conseguir uma vaga de titular na equipe de Kannapolis, que só aguarda a definição do título da Fórmula 2 para anunciar Mick Schumacher como o novo companheiro de equipe de Nikita Mazepin.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar