Hamilton explica crítica e diz que ex-pilotos deveriam agregar às transmissões da F1

Lewis Hamilton apagou as indiretas postadas aos comentaristas britânicos da Sky Sports e disse recentemente que fazem um bom trabalho, mais ainda não parece muito satisfeito com o que ouve na televisão nas transmissões da F1

Lewis Hamilton ainda não deixou para trás os comentários recebidos pela equipe de comentaristas do canal britânico Sky Sports no GP da Alemanha, no último domingo (22). O inglês, após reassistir a corrida pela emissora, ficou pouco satisfeito com o que ouviu e chegou a publicar mensagens no seu Instagram sobre a insatisfação com o time, que inclui análises de seu ex-companheiro de equipe, Nico Rosberg. Pouco depois, Hamilton apagou as mensagens e declarou, apesar das críticas, que tiveram boas observações e que o trabalho de análise é difícil.
 
O piloto da Mercedes largou em 14º em Hockenheim e, depois de uma chuva que pouco durou mas rearranjou as posições na pista – inclusive com o abandono de Sebastian Vettel – Hamilton assumiu a ponta posição e terminou a prova em primeiro.
 
Para Hamilton, ex-pilotos deveriam ser mais capazes de observar detalhes nas corridas para  transmitir aos espectadores do que jornalistas. "Eu vi uma corrida que senti, no meu coração e na pista, que foi incrível, mas não foi percebida assim. Também havia coisas que não foram ditas. Houve um ponto na corrida onde eu estava três segundos mais rápido do que os outros pilotos. A diferença estava em o carro e as diferentes linhas que ele escolheu não foram explicados", afirmou Hamilton aos jornalistas em Hungaroring, incluindo o GRANDE PRÊMIO, ao ser questionado sobre as críticas feitas nas redes sociais.
Lewis Hamilton postou indiretas no seu Instagram mas depois reconheceu o trabalho dos comentaristas (Foto: AFP)

Com as indiretas no seu Instagram, a impressão era que a mensagem fosse destinada a Nico Rosberg, que fez parte das análises da corrida na Alemanha, mas o inglês quis se referir aos comentaristas em geral. Na Hungria, para a prova deste domingo (29), Hamilton admitiu que se precipitou com a mensagem e que os profissionais faziam um bom trabalho nos canais.

 
"Excluí a publicação porque eu escrevi metade ou no final e depois tiveram alguns bons comentários dos ex-pilotos. É difícil relatar tudo o que acontece em uma corrida. Uma vez que temos ex-pilotos como comentaristas pensei que selecionariam essas coisas, mas eles não fizeram isso. Se eu estivesse comentando, eu teria dito o que aconteceu e teria detalhado por um piloto escolhe determinado traçado. Quando vi a corrida, eu podia ver como Sebastian entrou na curva, como ele colocou o carro e como isso poderia ter levado ao acidente, mas isso não foi observado", acrescentou.
 
"Há pilotos, os que eu via enquanto crescia, que foram bem sucedidos e os seus comentários parecem diferentes se você comparar com como comenta um ex-tenista sobre a técnica de um jogador de tênis. Eu não vejo isso acontecendo tanto na F1", finalizou Hamilton.

O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Hungria de F1 AO VIVO, em TEMPO REAL e IN LOCO com a jornalista Evelyn Guimarães. Siga tudo aqui.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar