Hamilton passeia na Bélgica e alcança 89ª vitória da carreira na F1. Ferrari se arrasta

Nem mesmo o desgaste dos pneus no fim da corrida impediu mais um passeio de Lewis Hamilton em 2020. Após triunfar neste domingo em Spa-Francorchamps, o hexacampeão está a apenas duas vitórias de igualar o recorde de Michael Schumacher

Foi outro passeio. Lewis Hamilton dominou como quis o GP da Bélgica e venceu a sétima etapa da temporada 2020 da Fórmula 1 neste domingo (30).  Foi a quinta vitória do hexacampeão nesta temporada e a 89ª na carreira. Assim, o piloto da Mercedes está a somente dois triunfos de igualar o emblemático recorde que hoje ainda pertence a Michael Schumacher.

Valtteri Bottas só andou perto de Hamilton na largada. O finlandês não representou uma ameaça mesmo quando Lewis reportou problemas de potência. O dono do carro #77 terminou em segundo, com Max Verstappen completando o pódio em Spa-Francorchamps.

Daniel Ricciardo completou um grande fim de semana para a Renault, foi o quarto e, de quebra, marcou no fim a volta mais rápida da corrida, garantindo 1 ponto extra. O australiano foi seguido pelo seu companheiro de equipe, Esteban Ocon, que passou Alexander Albon, da Red Bull, na última volta. Lando Norris, da McLaren, foi o sétimo, à frente de Pierre Gasly, um dos bons nomes do domingo com a AlphaTauri. Lance Stroll e Sergio Pérez, da Racing Point, fecharam o top-10.

A Ferrari foi sofrível do início ao fim nesta etapa belga. O final de semana irreconhecível da equipe que venceu no ano passado foi completado com Sebastian Vettel somente em 13º na corrida, uma posição à frente de Charles Leclerc. Uma jornada para ser esquecida em Spa-Francorchamps.

A prova teve um momento bastante tenso na volta 11. Antonio Giovinazzi cometeu um erro quando passava pelo segundo setor da pista belga, perdeu o controle da sua Alfa Romeo e bateu na barreira de proteção. Com o impacto, um dos pneus que se soltou do carro ficou pela pista, e George Russell, que vinha logo atrás, não conseguiu evitar a batida. No entanto, tudo ficou bem com os dois pilotos.

LEWIS HAMILTON; F1; GP DA BÉLGICA; SPA-FRANCORCHAMPS; SÁBADO;
Arrasador, Lewis Hamilton venceu pela quinta vez em 2020 (Foto: Mercedes)

A Fórmula 1 volta a acelerar já no próximo fim de semana com a disputa da oitava etapa do campeonato, o tradicional GP da Itália, que vai ser disputado no circuito de Monza. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

Saiba como foi o GP da Bélgica de Fórmula 1

O GP da Bélgica sequer aconteceu para Carlos Sainz. Por conta de problemas que pareciam ser no escapamento, mas que depois a McLaren detectou terem sido na unidade de potência, o espanhol sequer conseguiu alinhar no grid de largada e perdeu mais uma chance de marcar pontos no campeonato.

Ainda antes da largada, a Fórmula 1 rendeu um minuto em memória de Anthoine Hubert, que morreu há exatamente 1 ano em Spa-Francorchamps, e posicionou os pilotos lado a lado para um novo protesto contra o racismo

A corrida começou com 40% de risco de chuva. Mesmo assim, a disputa teve início com sol entre nuvens, 18ºC de temperatura ambiente e 31ºC na pista. A largada foi a melhor possível para Lewis Hamilton, que manteve a liderança apesar da pressão exercida por Valtteri Bottas. Max Verstappen sustentou o terceiro lugar, mas teve de resistir aos ataques dos carros da Renault, que andaram muito forte no primeiro setor. Daniel Ricciardo era o quarto, seguido por Esteban Ocon, que superou Alexander Albon.

F1; LARGADA; GP DA BÉLGICA; SPA-FRANCORCHAMPS
Lewis Hamilton contornou na frente a primeira curva do GP da Bélgica (Foto: Mercedes)

Quem também largou muito bem foi Charles Leclerc, que subiu de 13º para a oitava posição. Em contrapartida, Sergio Pérez teve um início de prova muito ruim ao cair para a décima posição. Pierre Gasly, que largou com pneus duros, fez excelente ultrapassagem sobre o mexicano na Eau Rouge.

O francês da AlphaTauri, com estratégia distinta, deixou Leclerc, com os macios, para trás com facilidade. O monegasco também foi superado por Pérez, que ensaiava reação, mas o fato é que a Ferrari não tinha o menor ritmo, tanto que Sebastian Vettel aparecia só em 13º.

Na sexta volta da corrida, a Mercedes indicou um esboço de ordem de equipe quando Bottas, menos de 2s atrás de Hamilton, perguntou: “Temos um push, não?”. Seu engenheiro de pista se manifestou. “Temos, mas temos um acordo para não usá-lo um contra o outro”. O finlandês retrucou: “Eu nunca ouvi isso”.

A F1 levou um susto na volta 11. Antonio Giovinazzi e George Russell se envolveram num forte acidente e bateram no miolo do circuito. O italiano cometeu um erro, rodou e bateu na barreira de proteção. Russell levou azar ao acertar um dos pneus da Alfa Romeo, o que destruiu a suspensão dianteira da Williams. Por muita sorte, os dois pilotos escaparam ilesos e saíram bem do carro. Com o impacto, muitos detritos ficaram espalhados naquele trecho da pista, mas a direção de prova optou somente por acionar o safety-car.

Com a bandeira amarela, somente Gasly e Pérez não foram aos boxes para trocar pneus. Hamilton manteve a liderança, seguido por Bottas, Verstappen e Gasly, que aparecia em quarto, seguido por Pérez, que seguia com compostos macios. Dentre os 17 pilotos na pista, 15 estavam com pneus duros, enquanto Alexander Albon vinha em estratégia diferente com os médios.

A corrida foi retomada na volta 15. Hamilton escapou na frente sem problemas, mas avisou via rádio à Mercedes que sofria com perda de potência do motor. Kimi Räikkönen mostrava o quão ruim estava a Ferrari e superava Vettel para subir para 12º. Mais à frente, Ricciardo aproveitava a asa móvel para passar Pérez no fim da reta Kemmel e subir para quinto.

FORMULA 1; GP DA BÉLGICA; KIMI RÄIKKÖNEN; SEBASTIAN VETTEL;
Que fase! Vettel é ultrapassado pela Alfa Romeo de Räikkönen (Foto: Reprodução)

Pouco depois, Vettel e Leclerc chegaram a se tocar durante disputa por posição. Nada que atrapalhasse a já difícil corrida dos dois. Já Pérez, na volta 18, fez seu pit-stop quando estava em sétimo e colocou pneus duros para ir até o fim da corrida.

Com pneus em melhor estado e também com mais performance, Ricciardo conseguiu passar Gasly e voltou à quarta posição, mas estava 12s2 atrás de Verstappen na volta 21. O francês da AlphaTauri foi superado três giros depois pela Red Bull de Albon. Pouco depois, Pierre fez seu pit-stop e voltou com pneus médios na 13ª posição, atrás de Vettel. Leclerc, depois de novo pit-stop, aparecia somente em P17.

Na volta 32, Gasly não tomou conhecimento da Ferrari de Vettel e fez a ultrapassagem com enorme facilidade no retão de Spa. O alemão reportava alto desgaste dos pneus e indicava nova parada nos boxes.

5s3 atrás de Hamilton no giro 35, Bottas reportava um problema incomum com a perna esquerda, usada para acionar os freios, adormecida. E Verstappen, 4s8 atrás do finlandês, tinha de lidar com vibrações na sua Red Bull.

F1; FÓRMULA 1; PIERRE GASLY
Pierre Gasly garantiu o entretenimento neste domingo em Spa (Foto: Honda Racing)

Gasly mostrou ser uma das grandes atrações do domingo. O francês deixou para trás também a Alfa Romeo de Räikkönen e também a AlphaTauri do seu companheiro de equipe, Daniil Kvyat.

Com cinco voltas para o fim da corrida, Hamilton mostrou o quanto seus pneus duros estavam desgastados. O hexacampeão cometeu um erro na última curva da pista e chegou a dar uma escapada. No entanto, não foi o bastante para Bottas se aproximar tanto assim de Lewis. O finlandês cometeu o mesmo erro na saída da Bus Stop. Foi aí que a Mercedes alertou seus pilotos para não atacarem tanto as zebras.

Mas nem o desgaste dos pneus freou a jornada impecável de Hamilton, que complementou o incrível domínio em Spa-Francorchamps com mais uma grande vitória na temporada. Bottas não fez muito para terminar em segundo, enquanto Verstappen, sem ameaçar, mas tampouco sem ter sido ameaçado, fechou o pódio na Bélgica.

Fórmula 1 2020, GP da Bélgica, Spa-Francorchamps, Resultado Final:

1L HAMILTONMercedes44 voltas 
2V BOTTASMercedes+8.448 
3M VERSTAPPENRed Bull Honda+15.455 
4D RICCIARDORenault+18.877 
5E OCONRenault+40.650 
6A ALBONRed Bull Honda+42.712 
7L NORRISMcLaren Renault+43.774 
8P GASLYAlphaTauri Honda+47.371 
9L STROLLRacing Point Mercedes+52.603 
10S PÉREZRacing Point Mercedes+53.179 
11D KVYATAlphaTauri Honda+1:10.200 
12K RÄIKKÖNENAlfa Romeo Ferrari+1:11.504 
13S VETTELFerrari+1:12.894 
14C LECLERCFerrari+1:16.793 
15R GROSJEANHaas Ferrari+1:17.795 
16N LATIFIWilliams Mercedes+1:25.540 
17K MAGNUSSENHaas Ferrari+1 volta 
18A GIOVINAZZIAlfa Romeo Ferrari+35 voltasNC
19G RUSSELLWilliams Mercedes+35 voltasNC
20C SAINZ JRMcLaren Renault NL
      
VMRD RICCIARDORenault1:47.483volta 44

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube