Hamilton sofre, mas encaixa volta no final para fazer 7 a 1 contra Rosberg em poles em 2015. Brasileiros largam no top-10

Lewis Hamilton andou atrás de Nico Rosberg nas duas primeiras partes da classificação, sofrendo para domar o Red Bull Ring. No Q3, entretanto, deu o bote que o coloca na pole pela sétima vez em oito corridas na temporada 2015. Felipe Massa e Felipe Nasr se classificaram ao Q3

#GALERIA(5356)
 Lewis Hamilton parecia superado pelo companheiro Nico Rosberg, mas tirou uma volta da cartola para ficar com a pole-position do GP da Áustria de F1.

O bicampeão andou atrás tanto no Q1 quanto no Q2 do treino classificatório deste sábado (20) no Red Bull Ring. A TV constantemente o flagrava cometendo erros e tendo dificuldades para acertar as nove curvas do circuito. Até que, na primeira metade do Q3, ele acertou e tomou a ponta por exatamente 0s2. Nas voltas que poderiam ser decisivas, ambos erraram. Hamilton travou as rodas na curva 1 e rodou em alta velocidade, perdendo a chance de melhorar seu tempo. Rosberg passou do ponto na última curva, foi para a área de escape e sequer cruzou a linha de chegada.

O inglês faz, assim, 7 a 1 no alemão na disputa das poles em 2015. É a 45ª da carreira de Hamilton, que agora está empatado como Vettel na terceira posição no ranking de todos os tempos. Vettel, a propósito, larga em terceiro.

Os brasileiros Felipe Massa e Felipe Nasr se classificaram ao Q3 e largam no top-10. Massa vai sair em quarto, à frente de Nico Hülkenberg e Valtteri Bottas. Já Nasr ficou com a nona colocação, mas sai em oitavo devido à punição de Daniil Kvyat.

GRANDE PRÊMIO vai acompanhar tudo do GP da Áustria AO VIVO e em TEMPO REAL a partir das 8h40 deste domingo.

Mesmo com erro, Hamilton foi pole na Áustria (Foto: AP)

Confira como foi a classificação da F1 em Spielberg:

Distância
4,326 km
Curvas
9
Número de voltas
71
Vencedor em 2014
Nico Rosberg
(Mercedes)

Largada

DOM, 21/6 | GP – 9h

Q1: pista secando embaralha ordem, Kimi fica fora

A chuva parou, mas a pista não chegou a secar depois do terceiro treino livre na Áustria, e assim os pilotos tiveram de começar o Q1 usando pneus intermediários e tomando muito cuidado. A tendência era melhorar. "Acho que ficará bom para slicks", disse Carlos Sainz. "Ainda não está bom para slicks, algumas curvas ainda escorregam bastante", ponderou Daniil Kvyat.

Em uma surpresa não tão surpreendente, se é que dá para entender, foram os jovens da Toro Rosso quem assumiram as primeiras posições. Eles já haviam andado bem no molhado no fim do TL3, e Max Verstappen tomou o controle da sessão ao marcar, primeiro, 1min19s. Depois, baixou para 1min18s677. Aos poucos, os favoritos foram pegando o ritmo.

Um trilho de pista seca não demorou a se formar, e Felipe Nasr foi o primeiro a se aventurar com os supermacios. Vários o seguiram mudando para os slicks, sendo que a Williams optou pelos macios nos minutos iniciais. Já começava aquela velha história de classificação com pista secando: a cada volta, há mais tempo a ser encontrado. Ou seja, a última volta sempre é a mais rápida.

Logo, abortá-la não ajuda muito: Kimi Räikkönen foi para os boxes e acabou ficando apenas com o 18º tempo, à frente somente das duas Manor Marussia. Pelo rádio, com a finesse de sempre, perguntou: "How the fuck is that possible?". Foi a segunda corrida seguida em que a Ferrari perdeu um de seus carros já no Q1, mas, desta vez, não havia nada de errado com o carro. Os demais eliminados foram Sergio Pérez, Jenson Button, Roberto Merhi e Will Stevens.

Nico Rosberg ficou com a primeira colocação, seguido pelos dois pilotos da Toro Rosso e por Nico Hülkenberg.

Button outra vez foi incapaz de passar do Q1 (Foto: AP)

Q2: um pouco de normalidade

A dinâmica do Q2 já foi mais próxima do que é normal a cada etapa. Com a pista praticamente seca, os times puderam voltar à habitual estratégia de dar uma ou duas voltas lançadas no início da sessão, mais uma ou duas no final.

Nico Hülkenberg ficou, em um primeiro momento, com a liderança. Mas rapidamente outro alemão deu as caras bem: Rosberg, com a Mercedes, já rompendo a barreira de 1min10s. Àquela altura, era o único. O décimo lugar de Fernando Alonso também chamava a atenção antes das últimas tentativas do Q2.

A vantagem de Rosberg deixou de ser grande quando Sebastian Vettel se colocou a somente 0s083 dele. A Ferrari seguia forte. Atrás, Hamilton perdia algum tempo no segundo setor do circuito e andava na mesma balada das Williams e das Force India.

Mas o vice-líder do campeonato tinha mais para tirar dos bolsos, cravou 1min08s634 e fechou 0s428 à frente de Hamilton. O vencedor de 2014 se apresentou ali como candidato à pole. Os dois brasileiros passaram para o Q2. Eliminados foram Pastor Maldonado, Marcus Ericsson, Sainz, Daniel Ricciardo e Alonso. Foi a primeira vez que Ricciardo não se classificou ao Q3 com a Red Bull.

Assim foram embora as chances de Rosberg na classificação na Áustria (Foto: AP)

Q3: a hora da verdade

Seria alguém capaz de desbancar o favoritismo de Rosberg com a Mercedes? Esse alguém teria de ser perfeito para conseguir. Hamilton ainda não estava plenamente confortável no carro. Vettel talvez estivesse, mas teria um carro bom o bastante?

A Ferrari preferiu uma tática diferente. Em vez de andar nos cinco minutos iniciais, preferiu esperar por quatro minutos na garagem até liberar o tetracampeão.

A essa altura, Rosberg estava na ponta com 1min08s850. Hamilton, em segundo, fizera 1min09s225. O inglês estava mais próximo das Williams do que de seu companheiro de equipe: Massa também andou na casa de 1min08s2. Bottas virou em 1min08s3.

A segunda volta lançada das Mercedes é que mostrou que a pole de Nico não estava com a pole garantida: Hamilton pegou a mão, encaixou a volta e tomou a dianteira por 0s2. Vettel se pôs em terceiro.

Mas não foi porque Hamilton tirou essa volta da cartola que ele passou a ser o mestre do Red Bull Ring. Na derradeira tentativa, ele errou na primeira curva, rodou e perdeu a chance de melhorar. Rosberg, tirado da zona de conforto, errou na última curva e foi parar na caixa de brita. Depois, teve uma longa e solitária caminhada de volta até os boxes. Ele tinha feito a melhor segunda parcial do treino.

Vettel ficou em terceiro, dividindo assim a segunda fila com Massa. A vantagem da Mercedes para a Ferrari foi de 0s355.

"Pelo menos a pista secou", declarou Massa, em entrevista à TV Globo, feliz com o resultado. "Nosso carro é melhor no seco que no molhado, hoje de manhã estava inguiável. Foi uma boa classificação. Estou feliz de estar logo ali, na briga, então sem dúvida foi uma boa volta. Poderia ter sido um pouquinho melhor, mas com a condição que estava, acho que valeu a pena."
 

AS PUNIÇÕES
Daniel Ricciardo — 10 posições  novo motor de combustão interna — + time-penalty de 5s na corrida
Daniil Kvyat — 10 posições  novo motor de combustão interna
Fernando Alonso 
— 25 posições  novos motor de combustão interna, turbocompressor, MGU-H, câmbio — + drive-through na corrida
Jenson Button — 25 posições  novos motor de combustão interna, turbocompressor, MGU-H, MGU-K — + S&G de 10s na corrida

F1, GP da Áustria, Red Bull Ring, grid de largada:

1 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES   1:08.455   30
2 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES   1:08.655 +0.200 31
3 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI   1:08.810 +0.355 21
4 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES   1:09.192 +0.737 27
5 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES   1:09.278 +0.823 22
6 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES   1:09.319 +0.864 26
7 33 MAX VERSTAPPEN HOL TORO ROSSO RENAULT   1:09.612 +1.157 28
8 12 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI   1:09.694 +1.239 29
9 8 ROMAIN GROSJEAN FRA LOTUS MERCEDES   1:09.713 +1.258 22
10 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS MERCEDES       22
11 9 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI   1:10.374 +1.919 20
12 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO RENAULT   1:10.426 +1.971 23
13 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES   1:10.465 +2.010 13
14 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI   1:12.522 +4.067 10
15 26 DANIIL KVYAT RUS RED BULL RENAULT P +10 1:15.368 +6.913 32
16 98 ROBERTO MERHI ESP MANOR MARUSSIA FERRARI   1:12.867 +4.412 12
17 28 WILL STEVENS ING MANOR MARUSSIA FERRARI   1:14.071 +5.616 11
18 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT P +10 1:10.482 +2.027 19
19 14 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA P +25 1:10.736 +2.281 22
20 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA P +25 1:12.632 +4.177 12
    TEMPO 107% Q1     1:15.944    
                 
RECORDE MICHAEL SCHUMACHER ALE FERRARI   1:07.908 17/05/2003  
MELHOR VOLTA MICHAEL SCHUMACHER ALE FERRARI   1:08.337 18/05/2003  

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube