Isenção de impostos aproxima Monza de novo acordo para assegurar permanência do GP da Itália

Bernie Ecclestone comemorou a boa-nova e se mostrou bastante empolgado com a possibilidade de fechar um novo acordo com Monza nas próximas semanas. A expectativa das autoridades italianas é que um novo contrato com a F1 seja assinado antes da disputa do GP da Itália, no começo de setembro

Monza está muito próxima de assegurar por mais alguns anos a permanência do GP da Itália. O futuro da corrida no lendário circuito italiano, um dos principais palcos da história da F1, ficou em xeque por conta da falta de acordo financeiro entre os dirigentes que administram a pista e Bernie Ecclestone, o chefe supremo da F1. Mas o caso está muito perto de ter um final feliz.

Roberto Maroni, presidente da região da Lombardia, onde fica Monza e também Milão, no norte da Itália, revelou em entrevista ao diário ‘La Gazzetta dello Sport’ que o novo acordo deve contar com um ‘empurrãozinho’ providencial do poder público.

Maroni disse que o novo acordo, que está em fase final de execução, envolve a isenção de impostos, e que assim possibilitaria a Monza alcançar os valores pedidos por Ecclestone para a assinatura de um novo contrato com a F1.

Acordo financeiro e incentivo fiscal deve ajudar a manter Monza no calendário da F1 (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

“Com um investimento isento de impostos, podemos fechar o acordo com Ecclestone no início de setembro. Nesta semana vou me reunir com Andrea Dall’Orto, presidente da SIAS [empresa responsável pelo gerenciamento de Monza], para fechar o acordo com os prefeitos de Milão e Monza até o fim de agosto”, comentou o político, que foi firme. “O GP tem de ficar em Monza.”

Ecclestone, aliás, vibrou com a possibilidade de manter o icônico circuito de Monza na F1. “Obviamente, esta é uma boa notícia. Vamos esperar que eles possam fazer o que eu espero que eles possam fazer.”

“Estamos felizes e queremos continuar em Monza que, certamente, mas queremos fazê-lo nos mesmos termos de outras pessoas na Europa porque não há concessões, não em tudo”, comentou o dirigente britânico em entrevista ao site da revista britânica ‘Autosport’.

A expectativa, tanto do governo da Lombardia quanto de Bernie Ecclestone é que o novo acordo seja anunciado no máximo antes do próximo GP da Itália, a 11ª etapa do Mundial de F1 2015, entre 4 e 6 de setembro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube