F1

Japão segue Vietnã e planeja GP da F1 em circuito de rua em Osaka a partir de 2025

A F1 estará na Ásia em um circuito de rua em 2020: no Vietnã. Mas, cinco anos depois, pode visitar outra idade fora de um autódromo tradicional: Osaka, no Japão, que busca investidores para realizar um novo GP

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
A F1 já tem cinco corridas na Ásia, com Japão, Bahrein, China e Singapura com GPs na atualidade, e com o Vietnã entrando no circo a partir de 2020. Mas, no futuro, essa lista pode aumentar.

É que Osaka, no Japão, busca receber um segundo GP no país - mas se inspirando na prova que Hanói receberá no Vietnã: ou seja, em um circuito de rua.

Em coletiva de imprensa realizada nesta semana, o prefeito de Osaka, Hirofumi Yoshimura, afirmou que busca parcerias para levar mais uma corrida da principal categoria do automobilismo para o Japão.

"Se pudermos atrair investidores de todo o mundo, poderemos alcançar coisas que no momento não podemos realizar no Japão. E uma corrida em circuito de rua seria uma dessas coisas, e em Yumeshima", disse.
Yumeshima, ilha da cidade de OSaka, no Japão (Foto: Divulgação)
Yumeshima é uma ilha artificial construída na baía de Osaka, uma das principais cidades do Japão. Segundo Yoshimura, o únicp impedimento no momento é a qualidade do asfalto local.

"Seria difícil utilizar o asfalto normal de rua. Devemos desenvolver um melhor", concluiu.

Desde 1987, o GP do Japão é realizado em Suzuka - e o país nunca recebeu um corrida de rua. A cidade tem acordo para manter a corrida em seu autódromo até 2021.

Caso o acordo com Osaka seja fechado, seria a terceira corrida da história da F1 disputada em uma ilha artificial: Yas Marina, em Abu Dhabi, e o GP do Canadá, disputado na Ilha de Notre Dame, em Montreal, são as outras da lista.