Button defende e crê em recuperação de Hamilton na F1: “Todos temos corridas ruins”

Jenson Button correu ao lado de Lewis Hamilton nos tempos de McLaren e garantiu que o heptacampeão ainda pode ser muito competitivo com a Mercedes

Depois de Mark Webber, agora foi a vez de Jenson Button sair em defesa de Lewis Hamilton. Companheiro do piloto da Mercedes nos tempos de McLaren, o campeão de 2009 reiterou que vê Hamilton em total condição de voltar a brigar por vitórias e que fases ruins acontecem com todos.

Ao New York Post, Button avaliou o início de temporada do compatriota, que ocupa apenas a sétima posição no Mundial de Pilotos, com 28 pontos. Lewis vem sendo bastante contestado desde o GP da Emília-Romanha, quando completou apenas em 13º enquanto o companheiro de equipe, George Russell, chegou em quarto.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Jenson Button foi parceiro de Lewis Hamilton na McLaren (Foto: Hoch Zwei)

“Ele teve algumas corridas ruins, todos nós temos em nossa carreira”, disse Button. “No momento, está com dificuldades, e as pessoas falam que ele não está fazendo um trabalho tão bom quanto seu companheiro de equipe. Ele não perdeu isso depois da temporada passada, quando ganhava corridas”, ressaltou o inglês, lembrando ainda que Hamilton “é sete vezes campeão mundial — quase oito — e vai continuar lutando enquanto quiser”.

LEIA MAIS
+ Pista de rua veloz e extravagância no entorno: o que a F1 encontra na estreia em Miami
+ Hamilton apoia direito de mulheres ao aborto nos EUA: “Essa escolha não pode ser tirada”

Button dividiu os boxes da McLaren com Hamilton de 2010 a 2012 e conquistou oito vitórias, contra dez do heptacampeão. Ele sabe, portanto, que Lewis não deve ser descartado, por mais que a Mercedes tenha sérios problemas de desempenho.

“Se ele quer ser competitivo, ele vai ser competitivo”, garantiu, afirmando que Hamilton “é muito importante para a equipe, tem muita experiência e sabe como desenvolver um carro”.

O atual consultor da Williams também falou sobre a situação atípica na qual a Mercedes se encontra. “É incomum para muitos, é a primeira vez que eles não vencem. [Mas] vai ser bom para suas carreiras. Às vezes é preciso perder, isso te fortalece como pessoa, você aprende muito também”, concluiu.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar