Hamilton diz que foi “roubado” na decisão da F1 2021, mas pontua: “Estou em paz”

Lewis Hamilton voltou a falar sobre a polêmica decisão da Fórmula 1 em 2021, quando perdeu o título para Max Verstappen na volta final do GP de Abu Dhabi. O heptacampeão mundial afirmou, em recente entrevista, que foi roubado na ocasião

Mais de dois anos depois, o GP de Abu Dhabi de 2021 segue sendo assunto no mundo da Fórmula 1, especialmente quando Lewis Hamilton é o entrevistado da vez. Mesmo após tanto tempo, o heptacampeão mundial admite que a situação o incomoda e afirmou, em declaração à edição britânica da revista GQ, que foi roubado naquela decisão.

Na ocasião, Hamilton chegou a Yas Marina empatado em pontos com Max Verstappen, da Red Bull. Lewis, de Mercedes, liderava a corrida com folga até o acidente de Nicholas Latifi, da Williams, que forçou a entrada do safety-car.

Relacionadas


Para a relargada, a direção de prova da FIA determinou que apenas os retardatários que separavam Hamilton e Verstappen poderiam descontar as suas respectivas voltas, criando um duelo entre os dois candidatos ao título na volta final. Max, com pneus novos, superou Lewis com a Red Bull para sair com o título mundial. Michael Masi, então diretor de prova, acabou sendo afastado do cargo logo depois.

“Se eu fui roubado? Óbvio! Você conhece a história, mas acho que o que foi realmente bonito naquele momento, e que levo disso tudo, é que meu pai estava comigo. Passamos por toda essa montanha-russa da vida juntos e ele estava lá no dia que mais me machucou. A maneira que ele me criou foi para sempre ficar em pé, com a cabeça erguida”, afirmou Hamilton.

LEWIS HAMILTON; MAX VERSTAPPEN; F1; FÓRMULA 1; GP DE ABU DHABI;
Hamilton e Verstappen na decisão da F1 2021 (Foto: Lars Baron/Getty Images/Red Bull Content Pool)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Fui parabenizar o Max mesmo sem perceber o impacto que isso teria, mas estava ciente de que um ‘mini eu’ estaria assistindo. Isso é o momento que define a minha vida. Se eu assistir um clipe [da prova], ainda sinto muito, mas estou em paz com isso”, acrescentou.

Desde a polêmica decisão da Fórmula 1 em 2021, Hamilton não venceu uma única prova na categoria, apesar ter conquistado 15 pódios no mesmo período. Além disso, passou longe das brigas por títulos nos campeonatos recentes, com o terceiro lugar do ano passado sendo o melhor resultado.

Para 2025, o heptacampeão mundial vai realizar um antigo sonho e mudar para a Ferrari. A decisão foi anunciada em fevereiro deste ano e, segundo a equipe italiana, será um contrato plurianual.

A notícia caiu como uma bomba no mundo da Fórmula 1. Hamilton vai chegar à Ferrari após 12 temporadas na Mercedes, equipe que o ajudou a conquistar seis títulos mundiais e se consolidar como um dos maiores pilotos de todos os tempos — o outro título foi em 2008, quando corria pela McLaren, equipe que deixou no final de 2012.

Fórmula 1 retorna com a temporada 2024 no próximo final de semana, entre os dias 5 e 7 de abril, com o GP do Japão, em Suzuka.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.