Hamilton sugere corrida de graça para público do GP da Bélgica: “Seria ótimo”

Como uma forma de compensar o público pela não-corrida do GP da Bélgica, Lewis Hamilton diz que adoraria encontrar uma data sem chuva em Spa-Francorchamps para realizar um "GP gratuito"

Assista aos melhores momentos do GP da Bélgica deste domingo (Vìdeo: GRANDE PRÊMIO com Reuters)

A decisão tomada pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) a respeito da não-corrida do GP da Bélgica desagradou aos pilotos. Sobretudo, Lewis Hamilton, que reiterou que a solução encontrada pela direção de prova foi uma “farsa”, pensando apenas no dinheiro envolvido. O heptacampeão fez também questão de defender o fãs, principalmente os que estavam no circuito de Spa-Francorchamps, lidando com frio e chuva. E, por isso, em coletiva de imprensa, o dono do Mercedes #44 afirmou que “seria ótimo” voltar à Bélgica no fim da temporada e fazer uma corrida gratuita para o público prejudicado no último domingo.

“Eu com certeza voltaria”, disse Hamilton, quando questionado se gostaria de retornar a Spa no final do campeonato. “Eu adoro correr aqui, então se houver uma maneira de encontrarmos uma janela em que não esteja chovendo e dermos aos fãs uma corrida grátis, seria ótimo”, acrescentou.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Lewis Hamilton ficou com o terceiro lugar no GP da Bélgica e criticou muito as decisões da Fórmula 1 (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Hamilton foi declarado como terceiro colocado na Bélgica, atrás de Max Verstappen, oficializado como vencedor, e George Russell, segundo. E o britânico mais novo, que se encontra cada vez mais próximo da Mercedes, concordou com o heptacampeão. Russell diz que também gostaria de voltar à Bélgica — primeiro, pelos fãs; segundo, para ter a oportunidade de correr na icônica pista.

Felipe Giaffone é o convidado especial do Paddockast #119, que discute: o que mudar para evitar uma não-corrida? Ouça!

“Se tivéssemos de ter uma corrida de substituição [neste ano], eu não teria nada contra voltar aqui”, revelou o piloto da Williams. ” É um dos melhores circuitos do mundo, e os fãs não tiveram a oportunidade de ver o que queriam. Então, talvez essa possa ser uma outra maneira de retribuir a perda do domingo”, concluiu.

O placar da classificação do campeonato aponta 202,5 pontos para Hamilton contra 199,5 para Verstappen. Já Russell, depois de pontuar na Hungria e Bélgica, está na 15ª posição, com 13, mas deixou a Williams mais ‘confortável’ no Mundial de Construtores em relação à Alfa Romeo: estão em oitavo lugar, com 20 tentos. A próxima parada da Fórmula 1 é o GP da Holanda neste fim de semana, no remodelado circuito de Zandvoort.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar