Massa pede solução para carro ruim em pista molhada e vê recuperação por proximidade dos tempos

Felipe Massa enfrentou a segunda classificação seguida com piso úmido e já pediu à Williams que resolva os problemas de instabilidade do FW36. O brasileiro larga em 13º em Sepang, palco do GP da Malásia

A segunda classificação disputada em tempo molhado não agradou nem um pouco a Felipe Massa. Com uma Williams que vê muito bem no piso seco, a hecatombe ocorrida durante o sábado (29) na Malásia reverteu a situação e jogou o brasileiro lá para a sétima fila. Só poderiam vir queixas e reclamações como consequência.

"Em condições secas, a gente brigaria normalmente por uma posição no top-6. O carro está bom, mas quando chove, falta aderência e fica instável, sempre escapando. Nós precisamos resolver isso", declarou o piloto, irritado com o 13º lugar no grid.

A cobertura completa do GP da Malásia no GRANDE PRÊMIO
As imagens do sábado da F1 na Malásia
icone_TV Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

Felipe Massa será o 13º do grid para o GP da Malásia (Foto: Getty Images)

Massa ficou duas posições à frente do companheiro Valtteri Bottas, que acabou sendo punido por ter bloqueado Daniel Ricciardo, na visão dos comissários, durante o Q2.

Como na Austrália, Felipe tornou a dizer que o resultado da classificação "não reflete a realidade onde estamos". "A coisa boa é que os carros estão bem próximos em termos de tempo de volta, então isso vai nos ajudar nas ultrapassagens amanhã", disse Massa, que espera condições diferentes do tempo para a corrida, "já que o carro se comporta completamente diferente no seco".

O GP da Malásia começa às 5h (de Brasília), caso o tempo em Sepang permita, claro. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa da segunda etapa do campeonato.

'TOP GEAR BARBADOS' com LEWIS HAMILTON e o GRANDE PRÊMIO

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube