Massa revela que pensou em parar em 2013 após deixar Ferrari, mas se diz orgulhoso da carreira e só lamenta caso Cingapura

Felipe Massa disse que os pensamentos sobre aposentadoria da F1 já vêm desde 2013, mas que agora é o momento certo para dizer adeus. O brasileiro se disse orgulhoso da carreira no Mundial, exaltou o vice-campeonato em 2008 e só lamentou os incidentes em Cingapura e Hungria naquele ano

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Felipe Massa revelou que a primeira vez em que pensou em deixar a F1 foi em 2013, quando a Ferrari decidiu dispensá-lo para promover a volta de Kimi Räikkönen. O brasileiro venceu 11 corridas na maior das categorias, todas pela equipe italiana, onde ficou por oito anos. 

 
O paulista estreou em 2002, andou na Sauber e passou a maior parte da carreira defendendo a escuderia vermelha antes da transferência para a Williams há três anos. Na semana passada, às vésperas do GP da Itália, o piloto de 35 anos anunciou que vai se aposentar do Mundial após o fim da atual temporada.
 
"Eu estava pensando em fazer isso há três anos", disse o veterano aos jornalistas na Itália. "Você precisa ser forte o bastante para decidir coisas que muitas vezes são difíceis. Eu estou aliviado e feliz por ter feito isso. Acho que essa é a melhor hora para isso", completou.
Felipe Massa anunciou a aposentadoria da F1 em Monza, na Itália, e ganhou o apoio da chefe Claire Williams (Foto: Beto Issa)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
Massa também fez uma análise da carreira, falou sobre o vice-campeonato em 2008, quando perdeu o título para Lewis Hamilton em Interlagos, e apontou as etapas da Hungria e de Cingapura como fatores fundamentais para a derrota. "Eu perdi o campeonato por apenas um ponto, mas eu estava na pole e venci a corrida, então fiz o melhor que pude", disse Felipe ao lembrar da prova brasileira.

 
"Mas isso tudo não dependeu só de mim, dependeu de um monte de outras coisas que aconteceram antes. Não gosto de falar sobre isso, mas Cingapura, para mim, foi algo realmente muito triste."
 
"Teve outras corridas como na Hungria, onde tive problema de motor, mas é parte do esporte. Muitas coisas aconteceram que poderiam ter mudado o fim da temporada, mas enfim. Mas eu posso dizer que tenho muito orgulho da minha carreira. Nestes momentos, como agora, você só fala com seu coração", encerrou.
 
Massa tem mais sete provas pela frente no atual campeonato antes de dizer adeus à F1. No momento, Massa ocupa a décima colocação no Mundial de Pilotos, com 41 pontos.
PADDOCK GP #45 COMENTA FIM DE SEMANA COM F1, INDY, MOTOGP E WEC

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube