Verstappen consolida domínio na classificação, bate Hamilton e leva pole na França

Max Verstappen foi demolidor em sua última volta rápida ao cravar 1min29s990. Lewis Hamilton bem que tentou, mas ficou a 0s258 e vai largar em segundo no GP da França

BRIEFING analisa tudo da classificação do GP da França: ASSISTA JÁ!

Arrasador, Max Verstappen cravou a pole-position do GP da França ao consolidar o domínio na sessão classificatória deste sábado (19) em Paul Ricard. O holandês marcou 1min29s990 na sua volta mais rápida, no fim do Q3, e superou seu grande rival na luta pelo título, Lewis Hamilton, por 0s258.

Valtteri Bottas, que despontou com grandes chances de levar a posição de honra do grid em razão da sua performance na sexta-feira, ficou atrás do companheiro de equipe e vai largar em terceiro, com tempo 0s386 mais lento na comparação com Verstappen. O finlandês vai dividir a segunda fila em Paul Ricard com Sergio Pérez, que evoluiu em ritmo de classificação com a Red Bull, embora tenha ficado 0s455 atrás de Verstappen.

Yuki Tsunoda bate carro da AlphaTauri no início da classificação na França (Vídeo: F1)

Carlos Sainz, com a Ferrari, foi o quinto e vai largar lado a lado com a AlphaTauri de Pierre Gasly. Charles Leclerc, com a outra Ferrari, foi o sétimo, seguido por Lando Norris, da McLaren. Fernando Alonso, da Alpine, e Daniel Ricciardo, também da McLaren, fecham a relação dos dez primeiros do grid.

O GP da França, sétima etapa da temporada 2021, tem largada prevista para 10h (de Brasília) deste domingo. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Max Verstappen garantiu a pole-position do GP da França neste sábado (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Saiba como foi a classificação do GP da França de F1

Q1: Tsunoda causa bandeira vermelha; Schumacher também bate, mas passa para o Q2

Quando restavam 10 minutos para o começo da sessão, uma imagem chamou a atenção. O clima era de correria nos boxes da Mercedes, com vários mecânicos trabalhando no carro de Lewis Hamilton. Mas não se travava necessariamente de um problema, mas sim de uma mudança de última hora no acerto do W12 de numeral #44.

Confirmando a previsão do tempo para a classificação, a temperatura ambiente era bastante alta, em 28ºC, com 44,4ºC no asfalto.

O Q1 começou com uma boa quantidade de carros na pista, mas logo foi interrompido com bandeira vermelha. Yuki Tsunoda rodou entre as curvas 2 e 3 e acertou a traseira da AlphaTauri na barreira de proteção, o que forçou a direção de prova a paralisar a sessão. O novo erro volta a colocar Tsunoda sob pressão dentro da equipe italiana e do programa da Red Bull.

YUKI TSUNODA; GP DA FRANÇA; BANDEIRA VERMELHA; RODADA; CLASSIFICAÇÃO;
Yuki Tsunoda causou bandeira vermelha no início do Q1 em Paul Ricard (Foto: Reprodução)

A sessão foi retomada pouco depois. A dupla da Ferrari chegou a ocupar a dianteira nos minutos iniciais, assim como Pierre Gasly, mas a realidade foi restabelecida na sequência depois que Valtteri Bottas colocou a Mercedes na frente ao marcar 1min31s669 com pneus macios, enquanto Hamilton aparecia em segundo.

Só que a Red Bull não estava disposta a deixar nenhuma margem para a Mercedes. Max Verstappen destruiu a primeira marca de Bottas e anotou 1min31s001. Sergio Pérez fez uma boa volta e subiu para segundo, porém com desvantagem de 0s559 para o companheiro de equipe. Bottas, terceiro, estava a 0s668 de Max, enquanto Hamilton era o quarto e Gasly fechava o top-5 provisório.

Em sua segunda volta lançada, Hamilton melhorou o tempo e pulou de quarto para segundo, porém 0s239 mais lento que Verstappen. Pouco antes, Charles Leclerc, que chegou a ficar em P16, evoluiu um pouco na tabela de tempos e avançou para 11º.

Nos últimos instantes do Q1, Mick Schumacher aparecia fora da zona de eliminação, em 14º, e estava perto de passar para o Q2 pela primeira vez. Em contrapartida, Lance Stroll lutava para se colocar ao menos no grupo dos 15 primeiros e seguir para a próxima fase.

Com 22s para o fim do Q1, aconteceu o inusitado: Schumacher rodou e bateu no guard-rail da curva 14. A direção de prova acionou bandeira vermelha e, com isso, indiretamente o alemão foi beneficiado, já que os tempos foram mantidos e, desta forma, Mick passou para o Q2. Em contrapartida, Otmar Szafnauer, chefe da Aston Martin, não escondeu a frustração por ver Stroll fora no Q1.

MICK SCHUMACHER; FÓRMULA 1; GP DA FRANÇA; Q1;
Cena curiosa em Paul Ricard: batida de Mick Schumacher o ajudou a avançar para o Q2 (Foto: Reprodução)

George Russell também passou para o Q2: apenas 0s002 separaram o britânico do seu companheiro de Williams, Nicholas Latifi, que foi eliminado assim como Kimi Räikkönen e Nikita Mazepin, além de Stroll e Tsunoda.

Q2: Bottas equilibra o jogo e anda na frente em Paul Ricard

A maior parte dos pilotos que passaram para o Q2 voltou à pista usando pneus médios. A exceção foi George Russell, que optou pelos compostos macios. Logo de cara, Verstappen virou 1min31s080 e tomou a ponta, mas Pérez surpreendeu o companheiro de equipe e foi o primeiro a andar abaixo de 1min31s ao anotar 1min30s971.

A dupla da Red Bull havia superado a Ferrari de Carlos Sainz. O espanhol seguia andando muito bem e aparecia à frente das Mercedes de Bottas e Hamilton. O heptacampeão estava em quinto, mas foi superado logo depois pela AlphaTauri de Pierre Gasly, novamente muito bem no fim de semana. Leclerc aparecia em sétimo, seguido por Sebastian Vettel, Daniel Ricciardo e Antonio Giovinazzi.

LEWIS HAMILTON; F1; PAUL RICARD;
Lewis Hamilton melhorou bastante com os pneus médios no Q2 (Foto: Mercedes)

A ordem foi quebrada quando Lando Norris melhorou e posicionou sua McLaren em sétimo, enquanto Fernando Alonso também subia, para oitavo. Depois, foi a vez de Hamilton evoluir bem sua marca. Tão bem a ponto de assumir a liderança do Q2 com 1min30s959, sendo 0s012 melhor que Pérez, enquanto Verstappen aparecia em terceiro, 0s121 mais lento que Lewis.

As equipes ainda aproveitaram o tempo que restava do Q2 para fazer mais uma tentativa de volta rápida. Novamente, os pneus médios foram maioria na escolha dos pilotos, com exceção de Pérez, Russell e Giovinazzi.

Bottas colocou a Mercedes de novo na ponta ao registrar 1min30s735, enquanto Hamilton passou para segundo, apenas 0s053 mais lento que o colega. Pérez e Verstappen fecharam a lista dos quatro primeiros, com Verstappen em quinto e Gasly em sexto. Norris, Alonso, Leclerc e Ricciardo passaram para o Q3. Esteban Ocon, na sua corrida em casa, ficou fora do Q3 e vai largar em 11º, seguido por Vettel, Giovinazzi, Russell e Mick Schumacher.

Q3: Verstappen brilha com volta arrasadora e crava pole na França

Era chegada a hora da verdade na classificação em Paul Ricard, com toda a expectativa pelo embate entre Red Bull e Mercedes pela pole do GP da França. Os taurinos mandaram Pérez e Verstappen para a pista com pneus macios. A Mercedes seguiu a rival para as tentativas derradeiras de volta rápida.

As duplas de Ferrari e McLaren registraram primeiro seus respectivos tempos, enquanto Gasly teve sua volta deletada depois de exceder os limites de pista na curva 6. Em seguida, Verstappen marcou 1min30s325 e cravou a pole provisória, enquanto Pérez anotou 1min30s864.

Hamilton quebrou o 1-2 da Red Bull ao virar 1min30s711, com direito à melhor parcial no primeiro setor. Bottas passou na primeira volta rápida em quarto, 0s801 mais lento que Verstappen. Sainz, muito bem com a Ferrari, era o quinto mais rápido depois da primeira tentativa.

Houve ainda um restinho de tempo para uma nova tentativa de volta rápida e a busca definitiva pela pole. Verstappen puxava o pelotão e era seguido por Pérez, Hamilton e Bottas. Todos com pneus macios.

Logo no primeiro setor, Max registrou parcial ‘roxa’, de melhor tempo. Arrasador, o holandês foi melhor ainda na sequência da volta, mas Hamilton lutava diretamente pela pole contra o líder do campeonato.

Max cravou 1min29s990 e se colocou na frente, enquanto Pérez passou provisoriamente em segundo. Mas o mexicano foi superado por Bottas e, em seguida, passou Hamilton. Mas o britânico ficou a 0s258 do tempo de Verstappen, que garantiu sua quinta pole na carreira ao assegurar a posição de honra do grid do GP da França.

Verstappen voa em Paul Ricard e é pole: os melhores momentos da classificação do GP da França (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

F1 2021, GP da França, Paul Ricard, Grid de Largada:

1M VERSTAPPENRed Bull Honda 1:29.990 
2L HAMILTONMercedes 1:30.248+0.258
3V BOTTASMercedes 1:30.376+0.386
4S PÉREZRed Bull Honda 1:30.445+0.455
5C SAINZFerrari 1:30.840+0.850
6P GASLYAlphaTauri Honda 1:30.868+0.878
7C LECLERCFerrari 1:30.987+0.997
8L NORRISMcLaren Mercedes 1:31.252+1.262
9F ALONSOAlpine 1:31.340+1.350
10D RICCIARDOMcLaren Mercedes 1:31.382+1.392
11E OCONAlpine 1:31.736+1.746
12S VETTELAston Martin Mercedes 1:31.767+1.777
13A GIOVINAZZIAlfa Romeo Ferrari 1:31.813+1.823
14G RUSSELLWilliams Mercedes 1:32.065+2.075
15M SCHUMACHERHaas Ferrari  
16N LATIFIWilliams Mercedes 1:33.062+3.072
17K RÄIKKÖNENAlfa Romeo Ferrari 1:33.354+3.364
18N MAZEPINHaas Ferrari 1:33.554+3.564
19L STROLLAston Martin Mercedes 2:12.584+42.594
20Y TSUNODAAlphaTauri Honda  
  Tempo 107% 1:36.289+6.299

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar