Verstappen fala em “dia difícil” em Austin e projeta GP por orgulho de Mateschitz

Holandês lamentou o terceiro lugar na classificação, mas espera uma boa corrida para honrar o legado de Dietrich Mateschitz que faleceu neste sábado

Campeão da temporada 2022 da Fórmula 1, Max Verstappen, da Red Bull, terá que lutar contra os dois carros da Ferrari para se aproximar dos recordes que almeja. Na sessão de classificação deste sábado (22), no Circuito das Américas, em Austin, o holandês conseguiu apenas a 3ª colocação com um tempo de 1min34s448 e ficou a 0s092 de Carlos Sainz, do time de Maranello, que cravou a pole, mas largará em segundo por conta de uma punição a Charles Leclerc.

O principal assunto após a classificação não foi o resultado conquistado, mas sim o falecimento do dono e fundador da Red Bull, Dietrich Mateschitz, aos 78 anos. Antes da sessão começar, o chefe da escuderia austríaca, Christian Horner, lamentou a perda em entrevista à imprensa e pediu o título do Mundial de Construtores, que pode ser conquistado neste domingo (23), como uma realização daquilo que Mateschitz “exatamente queria”.

Relacionadas


“Tem sido uma má notícia para todos. O que ele [Dietrich] significou para a Red Bull, para o esporte e especialmente para mim. O que ele fez por mim, pela minha carreira, pela minha vida… Muito difícil”, disse Max visivelmente abatido com a notícia. “É um dia difícil. Claro, tentamos dar tudo de nós hoje, mas infelizmente erramos um pouco. Mas ainda teremos uma corrida pela frente e tentaremos deixá-lo orgulhoso amanhã.”

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Max Verstappen vai largardo segundo lugar (Foto: Red Bull Content Pool)

O holandês ressaltou que a Red Bull costuma ter uma performance melhor nas corridas. São 14 vitórias do time em 18 corridas, com apenas 6 poles.

“O nosso carro normalmente é mais rápido na corrida do que na classificação e mesmo assim hoje na classificação a diferença foi pequena, então se tivéssemos ido um pouco melhor, eu acho que seria diferente. Mas eu espero uma boa corrida amanhã”, disse.

Neste fim de semana, Verstappen pode igualar os recordes de Michael Schumacher, em 2004, e de Sebastian Vettel, em 2013, de maior número de vitórias em uma temporada. Atualmente, o “Holandês Voador” tem 12 vitórias em 18 GPs.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP dos Estados Unidos de Fórmula 1AO VIVO e EM TEMPO REAL. No domingo, a largada está marcada para as 16h [de Brasília, GMT-3].

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.