Verstappen passeia e lidera TL2 do GP da Cidade do México em ritmo de ensaio

Max Verstappen não abriu enorme vantagem para liderar o TL2 da F1 no México, mas fazia o suficiente para andar em primeiro a cada volta rápida que registrava

Bem como no primeiro treino livre, Max Verstappen liderou o TL2 do GP da Cidade do México, nesta sexta-feira (27), em condições parecidas. Não foi um daqueles treinos em que colocou gigantesco tempo para cima dos oponentes, que ficaram próximos nos números frios do relógio. Mas nunca esteve em outra colocação que não o primeiro posto após cada volta rápida registrada.

Se Verstappen viu Alexander Albon colocou a Williams no mesmo décimo no TL1, no TL2 o resultado foi um pouco mais espaçado. Com 1min18s686, o tricampeão mundial colocou 0s119 para Lando Norris. A vantagem, em si, pequena. O que chamou a atenção foi como, mesmo em voltas em que notava desequilíbrios no carro, ainda marcava o primeiro tempo. Bastante diferente da semana passada, em Austin.

Charles Leclerc ficou na terceira colocação, seguida por Valtteri Bottas, Sergio Pérez, Daniel Ricciardo, Lewis Hamilton, Esteban Ocon, Oscar Piastri e George Russell fecharam o top-10. Importante destacar que Russell ficou somente 0s541 atrás de Verstappen. Os 16 primeiros colocados terminaram no mesmo segundo.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL todas as atividades do GP da Cidade do México de Fórmula 1. No sábado, o terceiro treino livre está marcado para as 14h30 (de Brasília, GMT-3), com a classificação às 18h. Já no domingo, a corrida larga às 17h. O GRANDE PRÊMIO ainda exibe classificação e a corrida em segunda tela, em parceria com a Voz do Esporteatravés da GPTV — o início das transmissões se dá 15 minutos antes das atividades.

Max Verstappen tem controle da situação (Foto: Red Bull Content Pool)

Confira como foi o TL2 do GP da Cidade do México:

Conforme o esperado, as 16h locais (19h de Brasília) chegaram com temperatura mais baixa e nuvens escuras no céu, ainda que o sol ainda estivesse com bastante espaço. Tinha um pouco de tudo na região de Magdalena Mixhuca, na Cidade do México, e a Fórmula 1 preparava o segundo treino livre.

Agora, porém, sem novatos reservas ocupando vagas de titulares. Com isso, George Russell, Pierre Gasly, Kevin Magnussen, Yuki Tsunoda e Valtteri Bottas finalmente estreavam no fim de semana. Era um treino vital sobretudo para Bottas, já que o substituto dele mais cedo, Théo Pourchaire, não conseguiu completar nem sequer uma volta rápida. O motivo foi uma sequência de problemas com o pedal dos freios.

Russell aproveitou a bandeira verde e correu para dar as primeiras voltas na pista. Lando Norris foi quem registrou o tempo cronometrado inicial, mas o começo dos trabalhos do TL2 era amplamente com os pneus em teste pela Pirelli: uma versão modificada dos atuais C4, visando 2024.

Aliás, a Pirelli levou a gama mais macia de pneus para o México: os duros são os C3, com os C4 de médios e os C5, macios. Logo, Bottas apareceria na pista com os médios, como Lewis Hamilton faria na sequência. Hamilton tinha menos obrigação de testar os pneus da Pirelli, já que passou boa parte do TL1 com eles. Gasly, outro que ficou fora mais cedo, usava os duros.

George Russell estreou no fim de semana após ficar fora do TL1 (Foto: Mercedes)

Eis que a Williams mostrou novamente a força: Alexander Albon, segundo colocado pela manhã, rodou em 1min20s085 e tomou a dianteira enquanto um curioso aviso de Max Verstappen aparecia. “Está chovendo um pouco por aqui”, falou.

De fato, logo em seguida ficou claro que chovia mesmo no último setor da pista. Um pouco mais forte, inclusive. Mesmo assim, o próprio Verstappen virava 1min19s511 para assumir a primeira colocação. Mesmo com a chuva ganhando alguma força, ninguém colocou pneus intermediários. Não era o suficiente para afetar muito a atividade.

Embora Bottas estivesse entre os últimos colocados após dar algumas voltas, pelo menos estava claro que conseguia permanecer na pista. Evolução grande após o sofrimento pelo qual passou Pourchaire no TL1. Enquanto isso, Verstappen saía dos pneus de teste, colocava os médios e relatou algo anormal na suspensão traseira.

A chuva diminuía e abria caminho para o treino continuar sem que o impacto fosse grande. Oscar Piastri colocou pneus macios, então, logo após a marca de 20 minutos e pulou para a liderança automaticamente. Mas mais gente fazia igual em seguida.

Fernando Alonso rodou sozinho durante o TL2 (Foto: Reprodução/F1)

Enquanto isso, o novo dia de problemas na Aston Martin continuava. Após Fernando Alonso passar quase todo o TL1 nos boxes, rodou sozinho na curva nove enquanto fazia simulação de corrida. Na realidade, o bicampeão mundial fez muito em evitar de acertar o muro e seguir participando do treino.

Com mais gente andando de macios, Verstappen virou 1min18s686 e reassumiu a posição de elite. Na marca de 30 minutos, estava 0s119 na frente de Lando Norris, o segundo. Daniel Ricciardo, Hamilton, Esteban Ocon, Piastri, Russell, Albon e Nico Hülkenberg, todos com voltas de pneus macios, ocupavam o top-10.

Instantes depois disso, foi a ver de Sergio Pérez virar tempo com pneus macios. Ficou com o terceiro lugar, mas o suficiente para animar o público presente nas arquibancadas do Hermanos Rodríguez.

Quem sequer fazia menção de colocar pneus macios era Tsunoda, único na pista com outros pneus, os médios. O motivo era fácil de entender: a AlphaTauri trocou tudo na unidade de força e causou punições que empurram Yuki a largar no último lugar no domingo independentemente do que fizer na classificação do sábado.

Daniel Ricciardo conseguiu entrar no top-10 com a AlphaTauri (Foto: Red Bull Content Pool)

As primeiras colocações continuavam a ser remodeladas pela sequência de voltas de pneus macios. Leclerc pulou para o terceiro lugar, seguido de Bottas, superando os problemas. Ambos jogaram Hamilton e Esteban Ocon, que por ali estavam, para posições abaixo. Pérez também caíra para quinto, com Ricciardo se lançando a sexto na sequência. Hamilton e Ocon seguiam no top-10, ainda na frente de Piastri e Russell.

Mas o corre-corre de voltas de pneus macios terminou em seguida. Daí em diante, cerca de 20 minutos com pouca movimentação de pista. Lance Stroll e Magnussen recolheram antes de tentarem as voltas derradeiras, enquanto Carlos Sainz, que teve problemas hidráulicos no TL1, nem tempo sair do 11º posto com a Ferrari. Ainda avisou, no fim, que tinha sofrido uma rachadura no retrovisor do lado esquerdo.

E foi isso. Liderança de Verstappen, enquanto os 16 primeiros colocados apareceram no mesmo segundo.

Fórmula 1 2023, GP da Cidade do México, Hermanos Rodríguez, treino livre 2:

1M VERSTAPPENRed Bull RBPT Honda1:18,686 26   
2L NORRISMcLaren Mercedes1:18,805+0,11931   
3C LECLERCFerrari1:18,952+0,26633   
4V BOTTASAlfa Romeo Ferrari1:18,955+0,26933   
5S PÉREZRed Bull RBPT Honda1:18,988+0,30229   
6D RICCIARDOAlphaTauri RBPT Honda1:19,002+0,31631   
7L HAMILTONMercedes1:19,024+0,33830   
8E OCONAlpine1:19,077+0,39129   
9O PIASTRIMcLaren Mercedes1:19,163+0,47731   
10G RUSSELLMercedes1:19,227+0,54131   
11C SAINZFerrari1:19,257+0,57134   
12Y TSUNODAAlphaTauri RBPT Honda1:19,290+0,60434   
13G ZHOUAlfa Romeo Ferrari1:19,415+0,72927   
14A ALBONWilliams Mercedes1:19,446+0,76023   
15N HÜLKENBERGHaas Ferrari1:19,535+0,84929   
16P GASLYAlpine1:19,642+0,95629   
17L SARGEANTWilliams Mercedes1:19,900+1,21426   
18L STROLLAston Martin Mercedes1:20,075+1,38917   
19K MAGNUSSENHaas Ferrari1:20,112+1,42630   
20F ALONSOAston Martin Mercedes1:20,426+1,74030   

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.