Verstappen prega respeito a Hamilton e ignora jogos mentais: “Não posso me incomodar”

Max Verstappen reiterou respeito que tem por Lewis Hamilton e afirmou que não irá se incomodar com possíveis jogos mentais criados pelo adversário

Verstappen assume liderança da F1 após vitória: assista aos melhores momentos do GP de Mônaco (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Atual líder do Mundial de Fórmula 1, Max Verstappen se encontra em uma situação muito almejada, porém, ao mesmo tempo, nova na sua carreira: o holandês está disputando ponto a ponto o título mundial da categoria com Lewis Hamilton. Mesmo sendo um fato novo na sua trajetória na F1, Verstappen já dá indícios de que não só está preparado para o embate nas pistas, mas também fora delas, sobretudo ao se blindar de eventuais jogos psicológicos criados por Hamilton e a Mercedes com o intuito de desestabilizar o foco de Max na briga pela taça.

Em entrevista veiculada pela revista britânica Autosport, Verstappen avisou que não vai se abalar diante de possíveis alfinetadas e reiterou seu foco total na disputa dentro das pistas. Em meio a uma crescente rixa entre a Red Bull e a Mercedes e trocas de declarações mais ácidas entre os postulantes ao título, o taurino relativizou as falas recentes e citou o respeito mútuo existente entre os rivais.

“Se os jogos mentais surgirem, não posso me incomodar com eles, para ser sincero. Acho que o Lewis [Hamilton] disse após a corrida [em Mônaco] que ele não quer jogar com isso. Então, temos apenas que focar no que temos que fazer na pista, de qualquer forma, o que penso que nós já fazemos, e isso é o melhor”, afirmou.

Max Verstappen deixou claro que não vai se abater por eventuais jogos psicológicos e reiterou o respeito a Lewis Hamilton (Foto: Red Bull Content Pool/Getty Images)

“O que quer que seja dito aqui [na coletiva de imprensa], às vezes, no fim das contas, pode ser um pouco emotivo, como acontece após a corrida ou antes dela. A forma como a pergunta é feita também influencia. Creio que Lewis e eu realmente nos respeitamos, e acho que isso é o que importa”, disse.

+Com domingo histórico, GRANDE PRÊMIO registra recorde de audiência em maio

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O holandês de 23 anos ainda aproveitou a oportunidade para analisar o começo da temporada da Red Bull, que após amplo domínio entre 2010 e 2013, assume pela primeira vez a ponta do Mundial de Construtores na era híbrida da F1, iniciada em 2014 e marcada pela soberania da Mercedes. Apesar da liderança momentânea, Verstappen afirmou que enxerga a rival Mercedes superior à Red Bull.

“Ainda acho que eles, em pistas normais, estão à nossa frente. Mas penso que para nós, até agora na temporada, tivemos um ótimo início se comparado a outros anos. Precisamos manter o ritmo, precisamos continuar melhorando, trazendo novas coisas para o carro o tempo todo em busca de evoluir. Então, creio eu, que teremos uma boa chance. Mas até agora, é óbvio que liderar o campeonato é muito positivo”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar