McLaren coloca funcionários em quarentena e sinaliza ausência do GP do Bahrein

A escuderia britânica informou que 14 membros da equipe que tiveram contato com o profissional infectado com coronavírus foram colocados em quarentena no hotel em que estão hospedados em Melbourne, na Austrália, pelos próximos 14 dias. Outros funcionários seguem de volta para a Inglaterra, mas nenhum vai voltar a trabalhar na sede, em Woking, por um período de 14 dias, como medida de precaução

A McLaren esteve no epicentro do caos provocado pelo coronavírus na F1 e que determinou o cancelamento do GP da Austrália na manhã desta sexta-feira (13). Depois da confirmação que um funcionário testou positivo para Covid-19, a cúpula da escuderia de Woking tomou a decisão de se ausentar da corrida na última quinta-feira. Depois de um dia de muita indefinição, F1, FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e o Australian Grand Prix Corporation, empresa responsável pela promoção e organização da prova, decidiram pelo cancelamento do evento

 
Na esteira do anúncio, a McLaren voltou a público para informar a condição dos seus funcionários: 14 membros do time, que tiveram contato com o profissional infectado com o coronavírus, vão ficar em regime de quarentena no hotel em que a McLaren está hospedada em Melbourne pelos próximos 14 dias. 
 
A equipe avisou também o restante dos trabalhadores vai seguir de volta para a Inglaterra, mas nenhum funcionário vai trabalhar no McLaren Technology Center, em Woking, também por um período de 14 dias. A condição informada pela escuderia sinaliza a ausência do GP do Bahrein, prova que está marcada para 22 de março — domingo da semana que vem —, mas que tem futuro indefinido depois do cancelamento do GP da Austrália.
GP da Austrália é cancelado em virtude do coronavírus (Foto: Reprodução)
“Após a retirada da McLaren do GP da Austrália de 2020, agora estamos em condições de fornecer uma atualização atual. A McLaren apoia totalmente a decisão da F1, da FIA e do Australian Grand Prix Corporation de cancelar o evento”, inicia a nota divulgada pela equipe.
 
“Durante a noite, 14 membros da equipe, além do caso confirmado, coram colocados em quarentena no hotel da equipe por 14 dias, de acordo com as diretrizes da autoridade de saúde local. São pessoas que tiveram contato próximo com o membro da equipe que apresentou resultado positivo para coronavírus. Tais indivíduos estão sendo apoiados pelo pessoal da equipe, que vai ficar com eles durante o período de quarentena”, informou a McLaren.
 
A escuderia britânica informou quais os procedimentos tomados sobre os funcionários que apresentarem suspeita de contágio pelo coronavírus. “Quaisquer outros membros da equipe que apresentarem sintomas serão testados imediatamente e vão ficar automaticamente isolados, de acordo com o nosso protocolo”.
 
“Outros membros da equipe foram liberados para voltar ao paddock para levar o equipamento da equipe antes da viagem de volta para o Reino Unido. Na chegada, nenhum membro da equipe vai voltar ao McLaren Technology Center por um período de 14 dias, como medida de precaução”, complementou a nota da equipe.
 
Pouco depois do cancelamento da prova australiana, Zak Brown, CEO da McLaren, aprovou a decisão tomada pela F1 e falou sobre como encarou o desfecho do caso como piloto e também como dirigente.
 
“Aplaudo a decisão da FIA, da FIA e do AGPC de cancelar o GP da Austrália. A saúde e a segurança da família da F1 e da comunidade local devem estar em primeiro lugar”, escreveu o dirigente norte-americano.
 
“Como piloto, esta foi a decisão mais difícil que tive de tomar. Como CEO, foi a decisão mais fácil de tomar”, concluiu.

Paddockast #51
QUEM VENCEU DRIVE TO SURVIVE 2

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube