Mercedes abre protestos por procedimentos sob safety-car no GP de Abu Dhabi

Mercedes abre protesto e alega que Max Verstappen executou ultrapassagens sob o período de safety-car no GP de Abu Dhabi. Holandês conquistou título mundial

F1 EM ABU DHABI: VERSTAPPEN PASSA HAMILTON NO FIM E É CAMPEÃO! | Briefing

Imediatamente após a derrota no GP de Abu Dhabi, a Mercedes dois protestos na direção de prova contra o novo campeão mundial Max Verstappen. A alegação da equipe alemã é de que o holandês violou o Artigo 48.8 do código esportivo da FIA, que proíbe que os pilotos ultrapassem sob período de safety-car. Oficiais da equipe foram convocados para visitar a sala dos comissários às 19h45, no horário local.

A segunda alegação é uma violação do código 48.12, que fala sobre os retardatários no período de safety-car, já que Lando Norris, Fernando Alonso, Esteban Ocon, Charles Leclerc e Sebastian Vettel foram autorizados a ultrapassarem os líderes e o safety-car, mas a corrida foi autorizada a ser reiniciada sem o espaço de uma volta para que o pelotão fizesse o esforço para se aproximar.

Nicholas Latifi bateu firme no guard-rail nas últimas voltas do campeonato de 2021 (Foto: Reprodução/ F1 TV)

O carro de segurança foi acionado por conta de uma batida de Nicholas Latifi, da Williams, nas voltas finais. A relargada do GP de Abu Dhabi só foi autorizada na última volta, e Verstappen, com pneus mais novos, passou o então líder Lewis Hamilton e conquistou o título mundial da Fórmula 1.

A direção de prova chegou a anunciar que os retardatários não poderiam ultrapassar os líderes e o safety-car, recuperando a volta que tinham tomado, mas no giro seguinte, foi informado que seis pilotos teriam este direito, e executaram, o que gerou a insatisfação da Mercedes.

A última volta do GP de Abu Dhabi (Vídeo: TSN)
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar