F1
13/03/2015 06:59

Mercedes comanda TL2 em Melbourne, e Rosberg fecha dia como mais rápido. Massa não anda e Nasr estreia em 11º

A Mercedes comandou com grande facilidade o segundo treino livre em Melbourne nesta sexta-feira (13). Nico Rosberg de novo foi o mais veloz e fechou o dia com uma diferença de 0s1 para o companheiro Lewis Hamilton. Felipe Massa não treinou por causa de um vazamento de água. Já Felipe Nasr teve a chance de finalmente andar com a Sauber e foi o 11º
Warm Up / EVELYN GUIMARÃES, de Curitiba
 Nico Rosberg durante o primeiro treino livre em Melbourne (Foto: Getty Images)
A Mercedes voltou se colocar na ponta e com folga para suas rivais na segunda sessão de treinos livres desta sexta-feira (13) em Melbourne. Só que desta vez a diferença não foi tão assustadora quanto no TL1, mas, ainda assim, mostrou o quanto a equipe alemã está à frente da concorrência. De novo, Nico Rosberg apareceu com o melhor tempo, em 1min27s697, assinalada em cima dos velozes pneus macios. Lewis Hamilton completou a dobradinha, ficando a exato um décimo da marca do colega.

No mundo dos normais, agora foi Sebastian Vettel quem liderou o pelotão a partir da terceira posição. O melhor registro do alemão da Ferrari foi 0s7 pior do que o tempo de Rosberg. A marca também veio ajudada pelos compostos de risca amarela. Kimi Räikkönen confirmou o bom rendimento ferrarista e terminou em quarto, a pouco mais de quatro décimos do colega.

Desta vez, a Williams ficou mais distante, especialmente porque andou com um piloto só, Apenas Valtteri Bottas foi à pista no fim da tarde australiana. E fechou a sessão em quinto. Felipe Massa não pôde treinar devido a um vazamento de água em seu carro, que forçou a remoção do motor.

Falando em Felipe, o brasileiro da Sauber finalmente ganhou a chance de andar. Menos precavida agora, a Sauber mandou seus dois pilotos ao trabalho. E Nasr foi melhor que Marcus Ericsson. O brasiliense completou a sessão em 11º, quatro posições à frente do companheiro de equipe.
Nico Rosberg foi o mais veloz do dia em Melbourne (Foto: Getty Images)
Confira o segundo treino livre da F1 para o GP da Austrália

A segunda sessão de treinos livres da F1 no Albert Park começou já agitada, com as duas Sauber cruzando o pit-lane logo no primeiro minuto de atividade. Felipe Nasr deixou os boxes pouco antes que o companheiro de equipe, Marcus Ericsson. Só vale dizer aqui que no TL1 nenhum dos dois andou, por conta da cautela da equipe devido ao caso Giedo van der Garde.

Os dois pilotos do time suíço foram logo seguidos por Nico Hülkenberg, da Force India, e por Romain Grosjean, da Lotus. Kimi Räikkönen saiu na sequência. Enquanto isso, a Red Bull informava a necessidade da troca do motor Renault do carro de Daniel Ricciardo — mais atrasos para o australiano.
Marcos Ericsson teve a chance de andar no TL2 (Foto: Getty Images)
Quase ao mesmo tempo, a Williams anunciava que Felipe Massa estava fora da sessão, devido a um vazamento de água no carro, que exigiu a remoção do motor. A Manor Marussia também não dava pinta de que poderia colocar seus carros na pista. 

Na pista e sem contratempos aparentes, Räikkönen já foi o primeiro a assinalar tempo. O finlandês inaugurou a tabela com 1min39s368. A marca ainda era alta demais, por isso foi logo batida. Sebastian Vettel surgiu a seguir, com 1min30s451, mas o tetracampeão melhoraria ainda mais nas voltas seguintes, chegando a 1min29s801. O tempo colocou o alemão na primeira colocação, à frente do colega de Ferrari e do menino Daniil Kvyat, com a Red Bull.

Neste meio tempo, Sergio Pérez foi à pista, assim como Grosejan e Hülkenberg novamente. Lewis Hamilton também saiu nos minutos seguintes e rapidamente se colocou em segundo, 0s295 mais lento que Vettel.

Um instante mais tarde, a McLaren pilotada por Kevin Magnussen surgiu na barreira de proteção da curva 6. O jovem dinamarquês escapou na entrada da curva, passou pela área de brita e se chocou com a proteção de pneus. Por conta do acidente, a direção de prova optou pela bandeira vermelha.

Então, para situar, a ordem durante a interrupção era: Vettel (1min29s801), Hamilton, Räikkönen, Grosjean, Max Verstappen, Kvyat, Pastor Maldonado, Carlos Sainz Jr., Sergio Pérez e Magnussen. Rosberg era apenas o 11º, uma posição melhor que Ericsson. Nasr e Hülkenberg seguiam sem voltas cronometradas.

A paralisação durou muito pouco, menos de dez minutos. E lá vieram os carros novamente. Valtteri Bottas foi quem puxou o pelotão. Jenson Button também fez sua primeira aparição na pista neste TL2. Ericsson também se juntou aos dois, trazendo consigo Räikkönen, já com os pneus macios. Vale dizer que até aquele momento, como de costume, os pilotos andaram apenas em cima dos médios.
Sebastian Vettel foi para a liderança com os pneus macios (Foto: Getty Images)
O finlandês da Williams logo se colocou em quarto, com 1min30s861. Já o inglês iniciou o stint com 1min34s071, reclamando bastante de que o MP4-30 saía muito de frente.

Enquanto isso, Kimi fazia valer o pneus mais macios e já assinalava 1min28s842, marca que foi logo superada por Vettel, que andou quatro décimos melhor que o parceiro de Ferrari.

Nico Rosberg veio à pista logo em seguida, mas ainda com os médios. E o tempo dele foi: 1min29s937. O tempo deu ao alemão a terceira posição da tabela, logo atrás dos dois rapazes ferraristas. Hamilton, Bottas, Sainz, Grosjean, Verstappen, Kvyat e Maldonado completavam os dez melhores.

Aí que Ericsson surgiu lento pela pista, logo depois de cruzar a reta principal do Albert Park. O motivo: suspensão esquerda traseira quebrada. Mais um contratempo para a Sauber. Enquanto o sueco se virava para levar o C34 de volta aos boxes, Grosjean escalava o pelotão, pulando para sexto. 

Na onda de andar com os compostos macios, Bottas saiu logo depois do contratempo do sueco da Sauber, quando o cronômetro já marcava 45 minutos para o encerramento. As Mercedes também aproveitaram o momento para deixar os boxes com os pneus de risca amarela. Assim, não demorou para os dois pilotos aparecem na ponta. Rosberg cravou 1min27s697, contra 1min27s797 de Hamilton. 0s7 era a diferença do líder para Vettel e a Ferrari, também em condições de pneus macios.

A McLaren em seguida foi à pista com Button e os pneus macios. Os dois pilotos da Force India também, assim como Felipe Nasr. O inglês pulou para 13º, enquanto o brasileiro se colocou em 11º, entre a dupla indiana.

Alguns minutos depois, a sessão entrou na meia hora final, e aí foi o momento em que todo mundo passou a avaliar o acerto do carro em condições de corrida, com os pneus médios em um primeiro momento. 

No fim, Rosberg e Hamilton confirmaram a ponta e a dobradinha no TL2. A Ferrari terminou logo na sequência, com Vettel à frente de Räikkönen. A Williams de Bottas completou o top-5.

Os pilotos retornam à pista agora apenas neste sábado, para o terceiro treino, a partir da meia-noite, de Brasília, e para a classificação, às 2h.

F1, GP da Austrália, Albert Park, Treino livre 2:

1 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:27.697   28
2 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:27.797 +0.100 24
3 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 1:28.412 +0.715 33
4 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:28.842 +1.145 33
5 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:29.265 +1.568 32
6 26 DANIIL KVYAT RUS RED BULL RENAULT 1:30.016 +2.319 27
7 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO RENAULT 1:30.071 +2.374 40
8 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS MERCEDES 1:30.104 +2.407 11
9 8 ROMAIN GROSJEAN FRA LOTUS MERCEDES 1:30.205 +2.508 36
10 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:30.473 +2.776 30
11 12 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI 1:30.755 +3.058 32
12 11 SERGIO PÉREZ ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:30.980 +3.283 32
13 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA 1:31.387 +3.690 21
14 33 MAX VERSTAPPEN HOL TORO ROSSO RENAULT 1:31.395 +3.698 6
15 9 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI 1:32.303 +4.606 14
16 14 KEVIN MAGNUSSEN DIN McLAREN HONDA 1:33.289 +5.592 4
    TEMPO 107% TL1   1:33.836 +6.139  
               
RECORDE SEBASTIAN VETTEL ALE RED BULL RENAULT RB7 1:23.529 26/3/2011  
MELHOR VOLTA MICHAEL SCHUMACHER ALE FERRARI F2004 1:24.125 7/3/2004