Mercedes prega “discussão aberta” com Hamilton sobre “interesses da equipe” em 2024

Chefe da Mercedes, Toto Wolff reconheceu "situação nova", mas garantiu que vai "equilibrar os interesses" do piloto e da equipe em 2024

Chefe de equipe da Mercedes desde 2013 — mesmo ano da chegada de Lewis Hamilton ao time —, Toto Wolff garantiu que pretende equilibrar da melhor forma os interesses da escuderia de Brackley e os do heptacampeão. De acordo com ele, o foco tem de estar em alcançar os melhores resultados para as Flechas de Prata em 2024.

Na semana passada, a notícia de que Hamilton está deixando a Mercedes e indo para a Ferrari em 2025 abalou o mundo do automobilismo. Após 12 anos e seis títulos conquistados com o carro prateado, o britânico decidiu respirar novos ares e vestirá o vermelho icônico da escuderia de Maranello a partir do próximo ano.

Antes da mudança, porém, o piloto de 39 anos deve completar mais uma temporada junto de sua atual equipe. Wolff reconheceu que a situação é inusitada, mas não espera ter problemas em seu relacionamento com o #44. “Definitivamente, é uma situação nova para Lewis e para a equipe”, admitiu o austríaco ao portal neerlandês RacingNews365.

“É algo que, quando você foca no curto prazo — e esta é a equipe que está sendo implementada para conduzir o projeto —, não tem um grande impacto em tudo o que está acontecendo no lado do desenvolvimento”, frisou o mandatário.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

LEWIS HAMILTON; TOTO WOLFF; MERCEDES;
Toto Wolff admitiu que vai trabalhar para “equilibrar os interesses” de Mercedes e de Hamilton (Foto: Mercedes)

Contando com os anos de experiência e também com a confiança depositada em Hamilton após mais de uma década de trabalho conjunto, Toto afirmou estar preparado para assumir o desafio de equilibrar os interesses de ambas as partes.

“Estou sempre interessado em situações novas e desafiadoras, e em equilibrar os interesses da Mercedes em 2024 com os interesses do piloto para 2025”, destacou. “É algo que discutiremos abertamente no início, como administrar [os interesses] para que possamos chegar a um bom resultado entre nós”, completou o dirigente de 52 anos.

A Mercedes terminou o Mundial de Construtores da temporada passada na segunda colocação, com apenas 3 pontos de vantagem em relação à Ferrari, que foi a terceira. Porém, a desvantagem para a Red Bull foi de 451 pontos e, por isso, a equipe de Hamilton e George Russell entra em 2024 quase que desesperada por bons resultados.

A escuderia alemã marcou para o dia 14 de fevereiro a apresentação do W15, carro da temporada 2024.

Fórmula 1 retorna às pistas de 21 a 23 de fevereiro, com os testes coletivos da pré-temporada no Bahrein, no circuito de Sakhir.

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.