Mercedes revela que aposentadoria foi tema de papo com Hamilton para renovação

Depois da incerteza, enfim, a confirmação: Lewis Hamilton segue na Fórmula 1 pela Mercedes até 2023. E Toto Wolff, chefe da equipe, revelou que, antes da renovação, foi levantada a questão de uma possível aposentadoria

A Aston Martin não perdeu a chance de zoar Sebastian Vettel após a eliminação da Alemanha na Eurocopa (Vídeo: Aston Martin)

A espera da Mercedes sobre o futuro de Lewis Hamilton terminou na noite da última sexta-feira (3), na Áustria. Isso porque o heptacampeão firmou um novo acordo com a equipe por mais duas temporadas, ou seja, Hamilton vai continuar defendendo a equipe que o consagrou até o fim de 2023. No entanto, antes de o britânico pegar a caneta para assinar o contrato, Toto Wolff, chefe da Mercedes, revelou que uma possível aposentadoria foi discutida — mas a disputa ascendente com a Red Bull deixou a continuidade na Fórmula 1 mais interessante.

“Ele entende muito bem como se sente sobre as corridas, e essa paixão arde fortemente”, respondeu Wolff. “De certa forma, também o campeonato difícil [de 2021] trouxe ainda mais diversão do nosso lado para lutar. O ano que vem parece muito empolgante”, disse.

“E falamos sobre aposentadoria e, certamente, é importante ter sempre aquele flerte, mas é igualmente importante estar no controle de seu próprio destino. E eu acho que nessa fase há tanta paixão pelo esporte que eu posso vê-lo por mais um tempo”, acrescentou.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

LEWIS HAMILTON; TOTO WOLFF; MERCEDES;
A Mercedes, chefiada por Toto Wolff, renovou contrato com Lewis Hamilton até 2023 (Foto: Mercedes)

Embora a situação do dono do carro #44 esteja decidida na Mercedes, seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas, vive um momento mais complicado.

O austríaco explicou que, até o momento, o centro de atenção foi para Hamilton e seu futuro. No caso de Bottas, o dirigente diz reconhecer as qualidades do finlandês e do principal postulante à vaga, George Russell. Por isso, espera que a decisão seja tomada em breve.

“Sempre dissemos que queríamos dar as próximas corridas para ganhar clareza. A corrida de Valtteri na Áustria foi muito boa, e ele precisa consolidar isso”, explicou. “Da mesma forma, conhecemos os pontos fortes e fracos de George”, avisou.

“[A decisão] será feita entre os dois. Valorizamos os dois por seus pontos fortes e pelo que podem agregar à equipe. Com Lewis, deixamos claro que queríamos continuar. Agora, podemos olhar para o segundo cockpit”, seguiu.

Wolff ainda revelou que as mudanças nas regras na próxima temporada não dá margem para outro acordo de curto prazo, como aconteceu com Lewis para 2021. O dirigente também sugeriu que a revolução da F1 para 2022 deixou Hamilton mais ansioso para ficar. “É bom para nós dois. Ele conhece a equipe de dentro para fora, sabemos que a sua experiência, velocidade e motivação estão absolutamente vivas”, declarou o austríaco.

“Sua motivação para continuar é apenas a vontade de vencer e ter sucesso, especialmente quando novas regras estão por vir, para apoiar a equipe a ter o melhor carro e motor possíveis, para ser o melhor. Não necessariamente olhando para os pilotos da próxima geração, mas para atender às próprias expectativas da mesma forma que a equipe deseja atender às nossas”, concluiu.

Fórmula 1 volta a acelerar neste domingo com a nona etapa da temporada 2021, com largada no Red Bull Ring marcada para 10h (de Brasília, GMT-3) e transmissão ao vivo pela Band na TV aberta e pelo serviço de streaming F1 TV Pro. O GRANDE PRÊMIO acompanha o GP da Áustria AO VIVO e em TEMPO REAL.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar