Mesmo enfrentando grave crise econômica, Grécia investe € 30 milhões em circuito para receber F1

Apesar da crise sem precedentes na história moderna da Grécia, o governo do país, por meio do Ministério do Desenvolvimento, vai desembolsar € 30 milhões — R$ 78,4 mi — na construção de um circuito em Xalandritsa, próximo a Patras, para receber uma etapa da F1

 

A grave crise econômica vivida pela Grécia parece não ser impedimento para a construção de um circuito capaz de receber a F1 no futuro. O governo do país helênico divulgou, por meio do Ministério de Desenvolvimento, que vai investir € 30 milhões — ou R$ 78,4 mi — na construção de um autódromo em Xalandritsa, perto de Patras, na terceira maior área urbana da Grécia.

Segundo a Bloomberg, um dos maiores provedores mundiais de informação do mercado financeiro em todo o mundo, o projeto é capitaneado pela empresa privada Racetrack Patras SA. O custo total da obra está avaliado em € 94,6 milhões.

Além do Mundial de Rali, a Grécia investe dinheiro para receber a F1 no futuro (Foto: Citroën/Facebook)

Entretanto, a situação atual da Grécia está longe de ser das mais animadoras. Segundo informações da própria Bloomberg, o governo local cortou cerca de € 11 bilhões em gastos para conseguir honrar a próxima parcela de um empréstimo de € 130 bilhões perante credores internacionais. O empréstimo foi feito em caráter de emergência para evitar a bancarrota do país.

Mesmo com a crise econômica, a Grécia recebe uma das 13 etapas do Mundial de Rali, com as especiais sendo realizadas próximas ao Golfo de Corinto. Oito anos atrás, o país sediou os Jogos Olímpicos em Atenas. Contudo, desde então, a maioria das instalações, que custaram cerca de US$ 11 bilhões aos cofres públicos, estão abandonadas.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube