Aragão renova contrato e segue no calendário da MotoGP até temporada 2026

Após ficar fora do cronograma da MotoGP em 2023, Aragão voltou e vai receber a categoria sem revezamentos até 2026. Para isso, no entanto, vai passar por reformas bancadas pelo governo local

O MotorLand de Aragão, na Espanha, vai continuar recebendo a MotoGP pelo menos até 2026. O novo acordo, de três temporadas, foi anunciado nesta terça-feira (2) pela Dorna, organizadora do Mundial de Motovelocidade. Após breve ausência no último campeonato, o circuito está de volta ao calendário em 2024, com prova marcada para o dia 1º de setembro.

O contrato prévio da MotoGP com o MotorLand, assinado em 2022, estipulava a realização de três etapas nos cinco anos seguintes. Em 2023, por exemplo, a etapa foi retirada do calendário e retornou neste ano. Agora, porém, vai até 2026 de maneira contínua. Para isso, o circuito vai passar por obras de revitalização, já iniciadas pelo governo local.

Relacionadas


“Graças a conversas com a Dorna, foi possível relançar e impulsionar o circuito de Aragão, além de ampliar o número de provas que a comunidade vai receber e, assim, ter uma etapa da MotoGP em todos os anos até 2026, quando a assinatura de um novo contrato será discutida”, pontuou o comunicado da MotoGP.

O acordo custou €8 milhões — aproximadamente R$ 43,5 milhões —, o valor de taxa que a Dorna cobra para organizar cada etapa. Para aceitar, governantes locais garantiram um estudo sobre o impacto econômico do evento do Mundial de Motovelocidade na região e determinaram que há a entrada de €47 milhões — cerca de R$ 255 milhões — nos cofres locais entre ingressos, transporte, acomodações, alimentações e outros gastos de espectadores.

Aragão é conhecido pelo famoso paredão ao lado da pista (Foto: Divulgação/MotoGP)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Este aumento [de gastos] corresponde ao compromissão do Governo de Aragão com o circuito que a estruturação territorial que implica. O estudo de impacto econômico e projeção do MotorLand, realizado pelo Instituto Aragonés de Fomento, analisa a repercussão da atividade em todo o território”, destacou o comunicado emitido pela MotoGP.

O GP de Aragão, que ficou de fora neste ano por causa de um plano de rodízio das etapas europeias, retorna, programado para 1 de setembro. A pista espanhola recebeu o Mundial de Motovelocidade pela primeira em 2010.

MotoGP volta à pista entre os dias 12 e 14 de abril, para o GP das Américas, em Austin, terceira etapa do campeonato de 2024. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.