Nasr relata “melhora geral” no C34 entre testes de Jerez e Barcelona: “Tivemos um carro mais consistente”

O brasileiro Felipe Nasr afirmou que a Sauber foi capaz de fazer mudanças que surtiram efeito no C34 nas duas semanas que separaram os testes da F1 em Jerez de la Frontera e em Barcelona

O carro da Sauber já apresentou evolução desde os testes da F1 em Jerez, no início do mês de fevereiro. Quem diz é o piloto Felipe Nasr.

 
Perguntado pelo GRANDE PRÊMIO após a abertura da segunda semana de testes da pré-temporada, em Barcelona, na quinta-feira (19), o brasiliense afirmou que pôde sentir uma “melhora geral” no C34.
Felipe Nasr na pista com o C34 na quinta-feira (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
“O carro está um pouco mais estável em curvas de alta, de baixa e de média. Isso com certeza traz um pouco mais de confiança para a gente, e Barcelona é uma pista que exige muito do carro em várias áreas. É uma pista que, se você tem uma referência boa aqui, com certeza vai ter um carro bom em outras pistas. Mas, continuando, eu acho que ainda tem muito para melhorar”, afirmou.
 
Durante o dia no comando do carro #12, Nasr se envolveu em um acidente com a escocesa Susie Wolff. Segundo ele, o tempo perdido por causa da batida prejudicou a programação, que previa que o time se aprofundasse em alguns aspectos. Mas, no fim do dia, foi possível retornar à pista pelo menos para se certificar de que o carro estava consertado. Ele fechou o dia na quinta posição com um tempo de 1min27s307, marca que acredita que cairia se os planos não tivessem sido atrapalhados pelo incidente. A liderança foi de Pastor Maldonado, da Lotus.
 
O que o novato ainda não fez mais atentamente foi prestar muita atenção na concorrência. “É difícil saber onde estamos no momento, mas a minha sensação e da equipe é que tivemos um carro mais consistente. Essa é uma boa direção”, afirmou.
 
Nasr ainda falou que também já se sente melhor desde os testes de Jerez. “Eu me sinto mais em casa, mais confortável. E com tudo: o ambiente, comunicação, as pessoas, o engenheiro. A cada vez que estou no carro e com a equipe isso vem melhorando”, acrescentou.
 
Nasr volta a testar com a Sauber no domingo em Barcelona. Nesta sexta e no sábado, os trabalhos são comandados pelo sueco Marcus Ericsson.
O ÚLTIMO RESPIRO

A derrota para Lewis Hamilton no campeonato de 2014 fez Nico Rosberg se mexer para encontrar formas de voltar mais forte em 2015 para conquistar o tão sonhado título da F1. E a preparação vai além de aspectos técnicos da pilotagem e dos carros: até a respiração foi alvo de treinamento por parte do alemão durante o inverno europeu. “Eu tentei melhorar já ao final do GP de Abu Dhabi, que foi porque eu realmente quis participar dos testes depois daquela corrida”, diz Nico ao ser perguntado pelo GRANDE PRÊMIO.

SÓ FALTA ANDAR

Com a nova filosofia do carro de F1 ‘size-zero’ e procurando uma forma de alcançar a Mercedes em busca de vitórias, a McLaren optou por arriscar no projeto do MP4-30. Até aqui, vem garantindo que está tudo bem. Mas falta andar pra valer, e é preciso mostrar evolução nos testes em Barcelona.

Leia a análise completa no GRANDE PRÊMIO.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube