Hülkenberg perde 3 posições e 1ª fila por incidente em bandeira vermelha no Canadá

Nico Hülkenberg perdeu a primeira fila e vai sair da quinta posição do GP do Canadá por ter infringido as regras de bandeira vermelha na classificação em Montreal. Fernando Alonso sobe para segundo e as Mercedes ocupam a segunda fila

O sonho da largada na primeira fila acabou cedo para Nico Hülkenberg no GP do Canadá. Dono da segunda posição no grid de largada após a classificação realizada neste sábado (17), o piloto da Haas foi punido em três colocações por infringir as regras de bandeiras vermelha durante a atividade no Circuito Gilles Villeneuve e, agora, vai sair em quinto.

De acordo com a FIA, Hülkenberg disse que foi difícil ficar abaixo do tempo limite no segundo setor da pista em Montreal, logo após a ativação da bandeira vermelha em uma das sessões da classificação. Ainda segundo o depoimento do piloto, o alemão ficou confuso com os sinais sonoros recebidos em seus fones e achou que estivesse lento demais na pista.

Relacionadas


Entretanto, a entidade definiu que, por andar acima do limite de velocidade previsto em casos de bandeira vermelha, Nico deveria ser punido. Apesar disso, enquanto a penalização em situações do tipo normalmente prevê a perda de dez posições no grid, a FIA afirmou que “circunstâncias atenuantes” reduziram a pena para três colocações.

▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Nico Hülkenberg foi punido por exceder o limite de velocidade em bandeira vermelha (Foto: Haas F1 Team)

“O piloto havia acabado de terminar sua volta rápida e começou outra volta rápida. Ele estava na curva 1 quando a bandeira vermelha foi acionada. No entanto, nesse ponto, já estava 1s5 acima do seu tempo limite. Ele afirmou que foi extremamente difícil ficar abaixo do tempo limite no próximo setor e também admitiu estar confuso com o sinal sonoro em seu fone de ouvido e, portanto, em certo momento, pensou que estivesse indo muito devagar”, diz o comunicado.

“A comparação da telemetria com a do #31, de Esteban Ocon, mostrou que, em geral, durante o resto da volta, ele estava aproximadamente na mesma velocidade que o carro 31, o que estava de acordo com os tempos limite em cada setor. Consideramos isso como uma circunstância atenuante”, indicou o relatório.

Assim, apesar de não identificar intenção de Hülkenberg ao exceder o limite, a FIA definiu que o caso merecia uma punição e derrubou o alemão em três colocações no grid de largada para a corrida de domingo.

Com a punição a Hülkenberg, Alonso vai largar na primeira fila no Canadá (Foto: Aston Martin)

“No entanto, a regulamentação é muito clara e, embora não haja questões sobre o piloto ter agido de forma perigosa ou pilotado de maneira insegura, houve uma violação e, portanto, uma penalidade deve ser imposta. A penalidade normal por não reduzir a velocidade sob bandeiras vermelhas é de dez posições no grid”, informou a entidade.

“No entanto, considerando as circunstâncias atenuantes, uma penalidade menor é apropriada. Observamos que a intenção da regulamentação é garantir que um carro não esteja em alta velocidade durante uma situação de bandeira vermelha, e não há evidências de que a velocidade tenha sido excessiva nesse caso”, finalizou.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do fim de semana da Fórmula 1 no Canadá AO VIVO e EM TEMPO REAL. No domingo, o GP do Canadá está previsto para começar às 15h. 20 minutos antes, o GRANDE PRÊMIO inicia segunda tela no canal 1 no YouTube.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.