Nono no grid de Abu Dhabi, Massa diz que enfrenta “fim de semana difícil e complicado”

Felipe Massa lamentou não ter as atualizações feitas pela Ferrari no seu carro, mas reconheceu que elas não mudariam o resultado final. Por isso, o brasileiro torce por um melhor rendimento na corrida

► Por falta de combustível, Vettel é desclassificado e larga na última posição no GP de Abu Dhabi

Mais uma vez, Felipe Massa está tendo um fim de semana complicado na F1. Sem conseguir se colocar entre os primeiros durante os treinos livres, o brasileiro conquistou, neste sábado (3), apenas a nona colocação no grid de largada do GP de Abu Dhabi, ao cravar o tempo de 1min41s723, sendo 1s mais lento que o pole-position, Lewis Hamilton.

Após a atividade, o piloto reconheceu que ainda não conseguiu encontrar o acerto ideal para o carro da Ferrari e explicou que precisou adotar uma estratégia diferente no treino classificatório, pois só tinha um jogo de pneus disponível.

“Este definitivamente está sendo um v, ao menos até esta noite. Nós esperávamos poder largar um pouco mais à frente, ao menos nas três primeiras filas do grid. No Q3, eu optei por tentar um programa diferente do meu companheiro de equipa, até porque eu só tinha um jogo de pneus macio sobrando”, declarou.

Felipe Massa reconheceu que fim de semana em Abu Dhabi está sendo difícil (Foto: Shell/Getty Images)

No final, Massa rebateu as críticas sobre a estratégia dos compostos e afirmou que precisava arriscar para buscar um melhor resultado. “Olhando para trás, alguém pode dizer que essa não foi a melhor escolha, mas é sempre mais fácil ser sábio nesse momento”, completou.

Outro problema apontado foi a falta de atualizações no carro. Como a Ferrari está na briga pelo título com Fernando Alonso, a equipe está priorizando o espanhol no desenvolvimento dos novos componentes. Apesar dessa desvantagem interna, Massa afirmou que a novidades não tiveram grande impacto no rendimento do carro. “Eu não tive todas as atualizações que trouxemos para cá. Isso não é bom, mas olhando o resultado de Fernando, não faria diferença”, avaliou.

Além do problema no rendimento da Ferrari, Felipe ainda cometeu um erro durante a volta rápida no Q3. Apesar disso, o piloto minimizou a escapada e disse que no máximo conseguiria ganhar uma posição no final. “Na última volta, eu saí um pouco de traseira em uma curva, o que me custou alguns centésimos. Talvez eu pudesse terminar em oitavo, mas isso não mudaria muito”, disse.

Mesmo com os problemas nos treinos, Massa se mostrou otimista para o restante do fim de semana ao afirmar que o carro da Ferrari tem um bom ritmo de corrida. Apesar disso, o brasileiro reconheceu que outras equipes estão com um rendimento surpreendente na Marina de Yas.

“Honestamente, hoje seria difícil alcançar um resultado melhor. Vamos esperar que amanhã, graças ao bom ritmo de corrida, possamos ganhar algumas posições. Alguns carros parecem se adaptar bem a esse circuito. A McLaren não estava rápida nas três últimas corridas, mas aqui Hamilton ficou com a pole com relativa tranquilidade”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube