Pérez revela que só continua na F1 após 2020 “se estiver na briga por pódios”

Sergio Pérez reiterou o desejo de seguir defendendo a Racing Point no ano que vem, mas já pensa mais além. O mexicano afirmou que só vai querer continuar na Fórmula 1 em 2021 se for capaz de brigar por pódios

Sergio Pérez ainda não confirmou se vai ou não seguir com a Racing Point em 2020, ainda que tenha garantido que a prioridade é continuar com a equipe que agora é de propriedade de Lawrence Stroll, pai de Lance. O mexicano vem em uma temporada irregular com um carro difícil e que só perto da pausa do verão é que começou a apresentar algumas atualizações, como a da suspensão dianteira. Neste momento, Pérez é o 16º colocado da tabela, com apenas 13 pontos, contra 18 de seu companheiro canadense.
 
"Nas últimas temporadas, eu sempre fiz contratos de apenas um ano e, felizmente, sempre houve oportunidades aqui e ali", falou o piloto em entrevista à revisa americana 'Racer'. "Agora estou feliz que outras equipes vieram e me perguntaram sobre o futuro, então há um interesse aí. Mas minha principal prioridade é permanecer aqui. Vou ficar feliz se puder ter sucesso aqui. Ou então veremos o que acontece", completou.
Sergio Pérez (Foto: Racing Point)

Pérez ainda ressaltou que o desejo de ficar na Racing Point tem a ver "com o que aconteceu nos últimos 12 meses", mas é apenas uma das razões. "Certamente, sinto que estou com essa equipe já há muito tempo, mas também sei que há muitos assuntos pendentes por aí e, apesar de tudo, não chegamos ao máximo de nossa capacidade. Por isso, quero ficar e conseguir um acordo de longo prazo, porque vejo que pode funcionar bem", explicou.

 
E por esse caminho, Sergio ratificou o desejo de voltar a lutar por pódios. Mas já admite que, se não for capaz de brigar pelo top-3, pensa em deixar a Fórmula 1. "Você nunca sabe o que pode acontecer na F1", disse.
 
"Certamente, sei que não vou ficar por aqui por muitos anos mais. Mas digo a mim mesmo que, se em 2021 não estiver brigando por pódios ou tendo alguma chance, então não vou querer estar aqui mais. De qualquer jeito, somos otimistas e realmente quero mostrar um desempenho melhor nos próximos anos", encerrou o mexicano de 29 anos.

A Fórmula 1 atravessa um momento de pausa para as férias de verão na Europa, e volta às pistas somente em setembro, com o GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

 

Paddockast #29
ONE HIT WONDERS DO ESPORTE A MOTOR

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar